Campeonatos

Vasco procura fontes de receita por conta da dívida

Gazeta
Gazeta Esportiva

30 de abril de 2021 - 18:18 - Atualizado em 30 de abril de 2021 - 18:30

O presidente Jorge Salgado tem trabalhado no sentido de reduzir gastos e buscar patrocínios no Vasco. Mas apenas isso não vai garantir a tranquilidade financeira do clube, que vem penando para manter salários em dia.

A diretoria do Vasco apresentou o balanço financeiro do clube. A dívida é de R$ 832 milhões. Além disso, para deixar a situação ainda mais difícil, cerca de 40% do montante da dívida é de curto prazo, ou seja, vence em 2021. Assim é preciso encontrar formas de fazer receita o mais rapidamente possível.

Uma das grandes oportunidades que a diretoria do Vasco vê como possível de fazer receita rapidamente é a venda de jogadores. Principalmente os jovens que estão despontando e têm bom mercado.

“Nós sabemos que precisamos colocar esta cultura de venda de jogadores, pois faz parte do futebol. O Vasco vende poucos jogadores. Se conseguirmos mudar isso e atingir mais de R$ 100 milhões em vendas a coisa melhora”, explicou Adriano Mendes, vice-presidente de finanças.

Dentre os jovens e jogadores do elenco com boas condições de mercado estão nomes como o goleiro Lucão, o zagueiro Ricardo Graça, o meia Gabriel Pec e os atacantes Laranjeira e Talles Magno. Mas os dirigentes não querem vender os jogadores por um preço baixo.

Dentro de campo o elenco trabalhou de olho no duelo contra o Madureira neste sábado pela Taça Rio. As equipes se enfrentam a partir das 15h15 (de Brasília), no Estádio Aniceto Moscoso, Conselheiro Galvão, no Rio de Janeiro (RJ).

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.