Corinthians

Vagner Mancini estreia no comando do Corinthians em confronto direto contra o Z4

Gazeta
Gazeta Esportiva

13 de outubro de 2020 - 20:00 - Atualizado em 13 de outubro de 2020 - 20:15

A primeira missão de Vagner Mancini à frente do time do Corinthians será nesta quarta-feira, contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba. A partida, válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, vai começar às 21h30 (horário de Brasília).

Timão e Furacão têm 15 pontos, ou seja, é confronto direito contra a zona da degola.

Há cinco rodadas sem vencer, o Alvinegro deve ter uma formação diferente com o novo técnico. Jô deve voltar ao time e Cazares tem chance de sair jogando pela primeira vez.

Otero e Cantillo seguem com suas respectivas seleções. Lucas Piton é dúvida por causa de um incômodo muscular e pode dar chance a Sidcley. Camacho torceu o tornozelo e também deve ficar de fora.

“Esperar que seja um time com um astral diferente. Tive oportunidade de assistir boa parte do jogo contra o Ceará, pelo que vi no semblante dos atletas aqui no CT, esse vai ser um dos pontos a serem atacados. Com dois treinos é difícil mudar esquema tático, mas pode mudar o aspecto emocional, que já pode ser importante. Dentro disso, é importante organizar a equipe, mostrar o que é possível e eles já fizeram, e devolver a confiança. É importante que a gente dê um choque para amanhã (nesta quarta) já ter uma evolução em tudo isso”, comentou Mancini, na véspera do jogo.

O Athletico, também em crise, tem os retornos de Wellington e Geuvânio, que cumpriram suspensão na última rodada. Nikão também pode ser novidade. Por outro lado, Richard é desfalque certo por estar vinculado ao Corinthians.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO X CORINTHIANS

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Data: 14 de outubro de 2020, quarta-feira

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)

Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)

VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

ATHLETICO: Jandrei; Jonathan, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Wellington, Erick, Christian e Léo Cittadini (Ravanelli); Carlos Eduardo (Geuvânio) e Renato Kayzer

Técnico: Eduardo Barros

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Gil, Bruno Méndez e Lucas Piton (Sidcley); Gabriel e Éderson; Mateus Vital, Cazares e Léo Natel; Jô

Técnico: Vagner Mancini