Esportes

Tsitsipas vence na ATP Cup, mas não evita eliminação da Grécia

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Tsitsipas vence na ATP Cup, mas não evita eliminação da Grécia

5 de janeiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 5 de janeiro de 2020 - 00:00

Mesmo vencendo Alexander Zverev com tranquilidade (6-1 e 6-4), Stefanos Tsitsipas não conseguiu evitar a eliminação da Grécia neste domingo na ATP Cup. Já a Austrália, que joga em casa, se classificou para a próxima fase desta nova competição por equipes.

Dos sets vencidos, foram apenas cinco games perdidos. Dois dias após sua derrota para o canadense Denis Shapovalov, Tsitsipas ganhou confiança contra Zverev, outro dos jovens tenistas que, segundo as previsões, deverão dominar o circuito nos próximos anos.

“Trabalhei duro por esta vitória, encontrei soluções, procurei meu ritmo e sabia o que tinha que fazer na quadra. Saquei muito bem e joguei com inteligência. Consegui ficar calmo e positivo”, explicou o grego, que em sua estreia no torneio havia perdido para o australiano Alex de Miñaur.

(Foto: Patrick Hamilton/AFP)

Mas Tsitsipas perdeu o duelo decisivo nas duplas com Michail Pervolarakis, em um jogo muito longo contra os alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies (3-6, 6-3 e 17-15), o que significou a eliminação da Grécia. Zverev, por outro lado, ainda pode sonhar com a classificação da Alemanha, comandada pelo lendário Boris Becker.

Ao mesmo tempo, a Austrália se tornou a primeira equipe classificada para a próxima fase, na qual os oito melhores combinados estarão presentes, graças à sua vitória por 3 a 0 sobre o Canadá. John Millman e Alex De Minaur surpreenderam ao vencer Felix Auger-Aliassime e Denis Shapovalov, respectivamente, no simples.

E isso ocorreu apesar do fato de os locais não poderem contar com sua estrela Nick Kyrgios, a quem o capitão australiano Lleyton Hewitt preferiu poupar devido a algumas dores.

Medvedev impressiona

Com esse triunfo, os australianos garantem a classificação como campeões do grupo F e vão disputar na terça-feira, contra a Grécia, um jogo irrelevante, enquanto que o Canadá, atual vice-campeão da Copa Davis, e a Alemanha, vão lutar pela outra vaga nesta chave.

O outro grande vencedor do dia foi a Rússia, liderada por seus astros Karen Khachanov e Daniil Medvedev, que com sua vitória por 2-1 contra os Estados Unidos está perto da classificação. O primeiro derrotou o americano Taylor Fritz (3-6, 7-5 e 6-1) e o segundo venceu John Isner (6-3 e 6-1).

“Eu temia o saque dele, mas esperei minhas oportunidades e resisti muito bem”, disse Medvedev, quinto jogador do ranking, que parece começar o ano de 2020 muito melhor do que terminou no ano passado, quando parecia exausto após a derrota na final do Aberto dos Estados Unidos diante de Rafael Nadal, o que o levou a perder a Copa Davis.

(Foto: Tony Ashby/AFP)

No entanto, ele já tem duas vitórias contra os rivais do Top-20 depois de derrotar o italiano Fabio Fognini (N.12) na estreia da ATP Cup.

A Bulgária, liderada por seu astro e capitão Grigor Dimitrov, conseguiu seu segundo triunfo com uma vitória fácil contra a Moldávia por 2 a 1, o que a coloca na liderança do grupo C. A equipe vai conseguir avançar se derrotar a Bélgica na terça-feira.

Na ATP Cup, um novo torneio disputado por equipes, apenas os seis campeões de cada grupo e os dois melhores segundos se classificam para as quartas de final.