Campeonato Copa América

Tite supera recorde próprio, se aproxima de Zagallo e atinge nível inédito na Seleção

Gazeta
Gazeta Esportiva

24 de junho de 2021 - 06:00 - Atualizado em 24 de junho de 2021 - 06:15

A vitória da Seleção Brasileira sobre a Colômbia na noite dessa quarta-feira fez Tite bater um recorde pessoal sob comando da equipe canarinho.

O triunfo que manteve o Brasil com 100% de aproveitamento na Copa América foi o 10º seguido da equipe com o treinador a beira do campo.

A melhor marca de Tite, até então, era de nove vitórias consecutivas. Ela aconteceu logo que ele assumiu a Seleção, há cinco anos, e teve as seguintes vítimas: Equador, Colômbia, Bolívia, Venezuela, Argentina, Peru, Uruguai, Paraguai e Equador.

Além da Colômbia, a atual marca de 10 vitórias seguidas teve como adversários: Coreia do Sul, Bolívia, Peru (duas vezes), Venezuela (duas vezes), Uruguai, Equador e Paraguai.

O jogo no Estádio Nilton Santos foi apenas o nono que a Seleção de Tite saiu atrás no marcador. Nessa situação, o time soma quatro vitórias, um empate e quatro derrotas. Aliás, essas são as únicas derrotas do Brasil de Tite em cinco anos de relação profissional. Ao todo, ele acumula 57 jogos, com 43 vitórias e 10 empates.

Tite agora caminha para alcançar Mario Jorge Lobo Zagallo, que em 1997 conseguiu levar o Brasil a uma sequência de 14 vitórias.

O atual treinador, por outro lado, segundo o Footstats, já é, entre todos os técnicos que passaram pela Seleção e participaram de pelo menos 15 jogos, o primeiro colocado em aproveitamento (81%).

Com Tite, a Seleção Brasileira também alcançou números inéditos, como a menor média de gols sofridos (0,35 por jogo) e o melhor saldo de gols (+1,84 por jogo).

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.