Esportes

Tite admite que crise na CBF atrapalha Seleção e analisa duelo contra o Paraguai

Gazeta
Gazeta Esportiva

7 de junho de 2021 - 18:41 - Atualizado em 7 de junho de 2021 - 19:15

A CBF atravessa um sério momento de crise envolvendo o presidente Rogério Caboclo. Além da polêmica da realização da Copa América no Brasil, o mandatário foi acusado de assédio moral e sexual por uma funcionária da federação e, como consequência, acabou sendo afastado do cargo por 30 dias.

O cenário turbulento atrapalha a Seleção Brasileira nos jogos das Eliminatórias, segundo o técnico Tite. Em coletiva nesta segunda, o comandante admitiu que as questões internas da CBF têm prejudicado a preparação do Brasil para as próximas partidas da competição.

“Tem sido bastante difícil, porque esse é o momento social. As pessoas acham que temos que ter opinião para tudo, quando devemos ter opinião pelo futebol. Temos que ter capacidade e lugar de fala sobre o que nos diz respeito. É isso o que fazemos com muito amor e paixão”, disse.

“Nós dizemos que temos uma capacidade e inteligência emocionais muito grandes, para saber filtrar as situações, ter discernimento, sensatez e para direcionar no trabalho. Mas claro que atrapalha, sim, é desafiador. Vamos precisar disso de novo para o jogo contra o Paraguai, essa abstração e foco”, completou o treinador.

Tite também falou sobre a partida contra os paraguaios e destacou que será “um desafio” para a Seleção. O treinador pode quebrar um tabu diante do adversário, já que os brasileiros não vencem em Assunção, local do confronto, desde 1985. “Há um grau de dificuldade muito grande, sim. A qualidade da equipe do Paraguai, ainda mais jogando em casa, com o nível equilibrado das eliminatórias, a qualidade técnica individual do time. Então é um desafio, sim”, afirmou.

“É uma equipe que está invicta na competição, que tem duas maneiras de jogar, e sabemos o seu padrão. Tem jogadores que todos conhecem aqui no Brasil, Gustavo Gómez, Balbuena, Júnior Alonso, Romero. Trabalhamos com foco nesse jogo e temos tudo controlado. Sabemos da importância de um resultado positivo lá para manter o primeiro lugar e ficar cada vez mais perto da Copa do Mundo, que é o nosso objetivo”, acrescentou Cléber Xavier, auxiliar da Seleção que acompanhou Tite na coletiva.

A equipe realizou nesta segunda o último treino antes de embarcar para Assunção. A partida acontece nesta terça, às 21h30 (de Brasília), no Estádio Defensores del Chaco.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.