Campeonato Copa América

Thiago Silva se diz motivado com público no Maracanã e dispara contra torcida ‘anti-Brasil’

Gazeta
Gazeta Esportiva

9 de julho de 2021 - 16:12 - Atualizado em 9 de julho de 2021 - 16:30

A final da Copa América está chegando e cada vez mais tem sido motivo de comentários. Nesta sexta-feira, a prefeitura do Rio de Janeiro informou que o Maracanã receberá público equivalente a 10% de sua capacidade para a decisão entre Brasil e Argentina. Com isso, o capitão brasileiro Thiago Silva disse estar mais motivado.

”Eu acredito que independente do público, o mais importante é que estamos muito preparados. Claro que fica um outro contexto, apesar de apenas 10% da capacidade do estádio, mas para quem não tinha nada, com certeza é motivação. Vai ter um ambiente voltando, a gente sabe que não é o ideal, mas pouco a pouco são coisas que vão ter que acontecer, como aconteceu na Europa. A gente vai fazer nosso melhor como sempre para que a gente possa festejar no Maracanã’, disse o zagueiro em coletiva de imprensa.

Thiago Silva também comentou sobre o movimento de brasileiros que torcerão pela Argentina na final. O jogador, assim como Neymar, que usou suas redes sociais para criticar esses torcedores, se mostrou desfavorável, mas disse respeitá-los.

”No meu modo de ver é uma coisa inimaginável. Eu, quando criança, nunca imaginei, porque onde tem Brasil sou sempre Brasil, independentemente da modalidade. Mas temos que respeitar as opiniões, não adianta dizer que é contra, cada um faz o que quer para sua vida. Embora fique aqui uma discordância minha por ser brasileiro e acreditar no Brasil, mas as pessoas têm escolhas. De alguma forma é contra seu país. Fica meu respeito, mas ao mesmo tempo minha discordância”, comentou.

O defensor ainda falou sobre os desafios em lidar com Lionel Messi, maior destaque da seleção argentina. Para Thiago, o camisa 10 é ”quase impossível” de marcar.

”Temos nossa forma de jogar, nunca deixamos isso de lado, acreditamos no nosso jogo. Mas a dificuldade é outra, pois tem o Messi, um cara que desequilibra. É quase impossível anular um jogador desse gabarito”, disse.

Brasil e Argentina jogam neste sábado, às 21h (de Brasília), no Maracanã.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.