Esportes

Técnico do São Paulo explica alterações contra o Fortaleza: “Meu pensamento era aquele”

Gazeta
Gazeta Esportiva

26 de outubro de 2020 - 12:30 - Atualizado em 26 de outubro de 2020 - 12:45

Apesar da classificação para as quartas de final da Copa do Brasil, a comissão técnica do São Paulo não foi poupada de críticas após o jogo contra o Fortaleza. Quando o Tricolor tinha dois gols de vantagem, foram feitas alterações para reforçar o sistema defensivo, mas o time de Rogério Ceni acabou arrancando o empate.

Nesta segunda-feira, o técnico Fernando Diniz, que não esteve na beira do campo por conta de suspensão, explicou as decisões tomadas durante o jogo.

“A minha intenção era aumentar nossa chance de classificação. Acabamos tomando gol de bola parada com o time super alto. Se a gente muda diferente para tentar fazer pressão na frente, coloca o Paulinho Boia e o Toró e tomo o empate, a gente ia discutir também a substituição. A gente não pode fazer discussão em cima do resultado. Meu pensamento era aquele”, afirmou o treinador, que foi substituído pelo auxiliar Márcio Araújo.

Das cinco substituições permitidas, o São Paulo fez quatro. Saíram Luciano, Gabriel Sara, Igor Gomes e Brenner, quatro jogadores da linha de frente, e entraram Pablo, Vitor Bueno, Léo e Arboleda.

Mesmo sofrendo o empate, o Tricolor conseguiu ter um aproveitamento de 100% em uma longa disputa de pênaltis e avançar na Copa do Brasil. Agora, a equipe de Fernando Diniz passa a pensar no Lanús, adversário que enfrenta na quarta-feira pela segunda fase da Sul-Americana.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.