Bastidores

Técnico de Portugal comenta sobre continuidade de Cristiano Ronaldo como capitão da seleção

Gazeta
Gazeta Esportiva

29 de março de 2021 - 13:58 - Atualizado em 29 de março de 2021 - 14:30

No empate entre Sérvia e Portugal, Cristiano Ronaldo se irritou com um gol não marcado, jogou a braçadeira de capitão no gramado e deixou o campo.

Questionado sobre a continuidade do atacante como capitão da seleção, o técnico Fernando Santos riu e negou qualquer mudança.

“Vai manter, vai, enquanto não ofender. O Cristiano, é um exemplo nacional, vocês já escreveram milhares de vezes. Todos os jogadores que vêm às conferências dizem que ele é um exemplo. Perguntam sempre aos que chegam “então como é que é o Cristiano?” E eles respondem todos da mesma maneira: é um exemplo. De trabalho, de treino, na forma como recebe… um exemplo para todos, mesmo na sua vida social. Se o Cristiano tivesse ofendido os colegas ou a Federação com um gesto irrefletido, aí sim, teríamos de pensar, olhar. Mas não aconteceu nada disso”, disse o treinador.

“Quero deixar claro: já vi dizerem que teria ofendido os colegas, a Federação, isso é que não é verdade. Só deixei de contar com um jogador que tirou a camisa e mandou para o chão quando foi substituído. Isso é uma ofensa ao treinador, ao clube, aos torcedores. Não foi isso que o Cristiano fez. Ele foi o primeiro a reconhecer que se calhar não o devia ter feito. Isto é mais do que suficiente. Capitão vai ser de certeza”, completou Fernando Santos.

Ver essa foto no Instagram

eliminatórias para a Copa, atrás apenas da Sérvia. O primeiro lugar de cada grupo garante vaga direta para o mundial de 2022. Nesta terça-feira, Portugal volta a campo contra o Luxemburgo.