Esportes

Tandara, da seleção feminina de vôlei, é suspensa por doping

COB confirmou a informação, mas não disse exatamente qual foi a violação da regra antidopagem cometida pela jogadora

Giselle
Giselle Ulbrich
Tandara, da seleção feminina de vôlei, é suspensa por doping
Foto: Reprodução / Redes Sociais

5 de agosto de 2021 - 23:44 - Atualizado em 5 de agosto de 2021 - 23:44

A jogadora Tandara Caixeta, 32 anos, da seleção feminina de vôlei, foi pega no exame antidoping e não participará da semifinal contra a Coreia do Sul, na manhã (no Brasil) desta sexta-feira (06), pelas Olimpíadas de Tóquio. A informação foi divulgada há pouco pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

O Comitê esclareceu que o teste foi feito antes da seleção chegar ao Japão, ainda em Saquarema (RJ), no dia 7 de julho. O COB não explicou exatamente qual foi a “potencial violação de regra antidopagem” e qual foi a substância que a jogadora teria utilizado antes do exame.

Suspensa, ela retornará ao Brasil e não participará da semifinal (e nem da final, caso o Brasil avance), deixando um desfalque no time de José Roberto Guimarães. Mas a suspensão de Tandara não significa perda de medalha, já que isso só pode ocorrer se outras jogadoras também forem pegas no exame antidoping.

Veja a nota oficial do COB:

“O Comitê Olímpico do Brasil recebeu nesta madrugada no Japão, através da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), a notificação quanto à suspensão provisória por potencial violação de regra antidopagem pela atleta Tandara Caixeta, da seleção feminina de vôlei. O teste foi realizado no período fora de competição no centro de treinamento da modalidade em Saquarema, no dia 7 de julho. Tandara retornará ao Brasil.

A equipe feminina de vôlei disputa partida semifinal dos Jogos Olímpicos contra a Coreia do Sul na noite desta sexta, 6, às 21h do Japão (9h do Brasil).”