Corinthians

Sylvinho explica segundo tempo ruim do Corinthians e lamenta empate: “Triste”

Gazeta
Gazeta Esportiva

27 de junho de 2021 - 20:33 - Atualizado em 27 de junho de 2021 - 22:01

O técnico Sylvinho reconheceu que o Corinthians poderia ter saído com a vitória diante do Fluminense, neste domingo, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro. Mesmo tendo inaugurado o placar no primeiro tempo e ficado com um homem a mais no início da segunda etapa, o Timão acabou cedendo o empate em 1 a 1.

Em entrevista coletiva após a partida, Sylvinho não disse estar decepcionado com o resultado, mas sim triste.

“Não sei se decepcionado, mas triste sim. Nós poderíamos ter ganho, também vi dessa maneira. Nós construímos um primeiro tempo bom, muito bem colocados em campo, organizados, saindo em transições ofensivas com passes. A gente perdeu essa inversão que o Cantillo sempre nos dá, uma saída mais limpa. Nós tivemos sim essa sensação. Decepcionado não, o campeonato é longo, difícil, e o adversário tem qualidade. Nós saímos tristes, até pela possibilidade de ter saído com a vitória. Lutamos até o fim, mas faz parte do campeonato, a gente tem que buscar os pontos. A palavra é triste”, afirmou.

Depois de um primeiro tempo seguro defensivamente, o Corinthians teve uma queda de rendimento na segunda etapa e viu o Fluminense criar boas chances. Para Sylvinho, a mudança de panorama após o intervalo tem relação com as mudanças feitas pelo Fluminense.

“Com relação ao rendimento, o jogo no segundo tempo normalmente tem outro viés, com as substituições e mudanças táticas. Isso  muitas vezes pode ofuscar o que que é performance e o que é a parte física. Também é realidade que o campeonato é difícil. Esse é um colo muito pequeno, há menos de três dias entramos em campo. Não é fácil você estar dando o melhor para o atleta performa em dois dias, quase três. Não é simples. O conteúdo que eu pego desse jogo foi em relação a mudança com um a menos do Fluminense. Algumas mudanças foram feitas no jogo e um time baixou as suas linhas e veio jogar em contra-ataques. Nós tivemos erros na nossa construção depois do 1 a 1, isso gerou muita dificuldade para gente controlar. Assim que eu vi o jogo. Uma aceleração na construção do nosso jogo fez com que os contra-ataques do Fluminense tivessem mais êxito”, explicou.

“Mudou a postura do jogo. No jogo de 11 contra 11, as defesas marcavam um pouco mais baixo, e depois você tinha que construir jogo. A medida que eles ficaram um homem a menos e conseguiram fazer o gol de empate, nós tivemos que sair. Fizemos as substituições para poder propor mais jogo. Isso fez com que Fluminense baixasse suas linhas e saísse em contra-ataque. Nós ficamos expostos. Você vai buscar o resultado e você se expõe, você não consegue fazer a transição ofensiva e defensiva em todos os momentos. Ficou exposto, mas era proposital, nós queríamos buscar o resultado. O jogo inclusive perigoso. Por isso que eu disse, o segundo tempo, com as substituições e um outro viés do que estava ocorrendo, nós tínhamos que propor algo. Tentamos, aumentamos as nossas linhas, colocamos nossos atletas mais no campo adversário, mas evidentemente que você fica mais exposto. Nós queríamos propor e tentar ganhar o jogo”, completou.

Por fim, Sylvinho ainda falou sobre a volta do atacante Marquinhos, que estava emprestado ao Sport. O jogador foi um pedido de Sylvinho e se reapresenta no CT Dr. Joaquim Grava na segunda-feira.

“Com relação ao Marquinhos, é um atleta do clube, pedimos a incorporação dele. Pode nos ajudar bastante, pode fazer a externa pela direita e pela esquerda, com boa experiência. Deve ajudar no nosso elenco”, concluiu

Confira outros assuntos abordados por Sylvinho na entrevista coletiva:

Relação do aspecto físico com a atuação ruim no segundo tempo

“Eu não coloco o aspecto físico. Volto a dizer, o jogo muda, as posturas táticas mudam. Nós ficamos expostos para tentar buscar o gol e a vitória. Isso dá a sensação de que nós, fisicamente, poderíamos estar cedendo espaços. Cedemos porque nós colocamos mais atletas no campo adversário em busca do resultado. Vejo mais uma questão de jogo, de busca de resultado, do que física”.

Atuação de Gustavo Mosquito

“Com relação ao Gustavo (Mosquito), é um atleta muito importante para gente, que está performando bem. Tem gol, tem passe. É uma pessoa genial, um grande atleta, assim como tantos outros que estão crescendo. Tem marcado uma diferença importante no nosso grupo, fico feliz pelas atuações do Gustavo”.

Diferenças entre Xavier e Cantillo

“O Xavier é um atleta da posição, de ofício. O Cantillo vinha de seis jogos seguidos, nós entendemos que ele chegou muito cansado para esse jogo. O Xavier fez uma boa partida. São características diferentes. O Cantillo tem uma qualidade técnica muito boa, tem boa distribuição de jogo. Já o Xavier tem mais imposição, sustentação de jogo. Aquela jogada tem sido trabalhada, ele conseguiu um bom lançamento, o Gustavo já estava ciente que aquela bola iria chegar ali. Além do lance, ele cumpriu, e é o que nós queremos. Esses atletas jovens estão maturando em jogos difíceis, situações complicadas. São atletas que estão evoluindo, respondendo bem, e a medida do possível vamos estar usando. É muito bom poder enaltecer o esforço e a dedicação que o Xavier teve no time hoje”.

Explicação das alterações feitas

“O Araos já estava com cartão amarelo, estava correndo um certo risco no jogo. Com a presença do Vital, a gente ganha em profundidade, em potencia e gol. Inclusive, ontem ele não treinou, a gente estava preocupado com a panturrilha, câimbra que ele teve no último jogo. Já o Cantillo nós também precisamos acelerar, porque estávamos com dificuldade na saída, e o Fluminense, já com um jogador a menos, conseguindo passar a linha da bola. O Cantillo é um jogador que tem muita qualidade técnica, iria nos ajudar nessa construção mais limpa. O Adson é um atleta para o lado direito. O Gustavo cansou, e o Adson entrou por ali para dar um pouco mais de profundidade e velocidade no jogo. O Roni, praticamente, foi uma troca de cansaço puro do Gabriel. Essas eram as intenções das substituições. Infelizmente não conseguimos a vitória”.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.