Corinthians

Sylvinho admite que Corinthians sofreu no 1º tempo e diz: “Não sou agarrado a um sistema”

Gazeta
Gazeta Esportiva

11 de julho de 2021 - 23:54 - Atualizado em 12 de julho de 2021 - 00:00

Neste domingo, o Corinthians foi derrotado por 1 a 0 pelo Fortaleza, no Castelão, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Timão foi amplamente dominado pelos mandantes, em especial no primeiro tempo. Após o jogo, Sylvinho admitiu que a equipe fez os piores 45 minutos iniciais desde sua chegada do Alvinegro.

“Concordo que o time sofreu, foi o pior primeiro tempo nosso, abaixo em nível de intensidade. No segundo tempo, tenho o entendimento de que houve mais equilíbrio. Nós chegamos mais perto do gol adversário. A gente quer acertar o gol, mas nem sempre é o que ocorre, a execução dos lances às vezes não sai à perfeição”, afirmou o treinador.

“Houve dois, três chutes, cruzamentos por baixo e por cima. Alguns cruzamentos que passaram na área e não encontraram um atleta nosso. O segundo tempo já foi um pouco mais diferente, potencializado pelas alterações”, completou.

Agora, Sylvinho terá a primeira semana livre desde que chegou ao Corinthians. O treinador destacou a importância dos próximos dias: “Teremos uma semana de trabalho, a primeira desde que chegamos, em 40 e poucos dias de trabalho. Importante não somente trabalhar, mas oxigenar os atletas para seguir em uma maratona de jogos”.

Perguntado sobre a possibilidade de alterar o sistema tático do Corinthians, tornando a equipe menos previsível, Sylvinho falou sobre a importância de repetir a estrutura do time. Apesar disso, o treinador garantiu que não é dependente de apenas uma plataforma.

“Cada clube tem uma forma de jogar. A gente tem visto muitos jogos. Tem time que é 3-5-2, 3-4-3, 4-4-2, 4-1-4-1, 4-3-3… São poucos os times que têm uma variação de sistema, porque cada um constrói como quer. Eu não entendo como a gente pode ter feito, há três dias atrás, um bom jogo contra a Chapecoense, com o sistema funcionando, e três dias depois, perdendo para o Fortaleza, tenha que mudar o sistema”, disse Sylvinho.

“Eu não sou agarrado a um sistema. Desde que potencialize o time e os atletas, ótimo, não é um problema. O futebol é simples nesse aspecto, e os atletas têm respondido bem. Não acredito em um sistema tático a cada 15 dias, de forma alguma. Os atletas precisam de rotina, precisam entender as distâncias dentro de campo”, finalizou.

Com o revés deste domingo, o Corinthians estacionou nos 14 pontos, na 12ª colocação. Na próxima rodada, o time enfrenta o Atlético-MG, no sábado da semana que vem, às 19h, na Neo Química Arena.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.