Surf

Vítima não resiste ao ataque de tubarão em Maui

WSL decide realizar as baterias finais da primeira etapa do mundial de surf feminino em outro local

Jéssica
Jéssica Dombrowski Netto Dropando
Vítima não resiste ao ataque de tubarão em Maui
O surfista foi atacado pelo tubarão em Maui durante freesurf. Foto: DLNR

10 de dezembro de 2020 - 11:24 - Atualizado em 10 de dezembro de 2020 - 11:24

O freesurfer que foi atacado por um tubarão em Honolua Bay na última terça-feira (8) não resistiu aos ferimentos e faleceu em um hospital local. A Liga Mundial de Surf (WSL), após reunião com as autoridades locais de Maui, decidiu não finalizar a etapa do mundial de surf feminino no mesmo local. O pico escolhido será divulgado em breve.

“Nossos pensamentos e corações estão com a família e amigos da vítima e também com toda a comunidade de surf de Maui”

afirmou a Entidade em sua rede social.
O homem de 56 anos estava remando para alto mar às 7h45am, horas antes do início do Maui Pro, quando o incidente ocorreu. Ele foi levado em estado estável para o hospital, mas sua condição piorou após a cirurgia.

De acordo com o Museu de História Natural da Florida, o Hawaii registrou 171 ataques de tubarão desde 1837.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.