Surf

Surf Dog reunirá cães e seus donos em disputa de surf inédita no país

Campeonato virtual disputado em duplas formadas por cães e humanos será um evento inédito no Brasil que distribuirá R$5mil de premiação no total

Jéssica
Jéssica Dombrowski Netto Com informações da Prime Press
Surf Dog reunirá cães e seus donos em disputa de surf inédita no país
A dupla de Santos(SP) formada pelo cão Parafina e Augusto Martins, estão confirmados para essa primeira edição virtual do Amore Di Cane Surf Dog 2020. Foto: Alexandre Ruas

22 de outubro de 2020 - 12:30 - Atualizado em 22 de outubro de 2020 - 12:31

O Amore Di Cane Surf Dog 2020 é o primeiro campeonato de surf canino realizado no Brasil. O evento acontece no dia 29 de novembro no formato virtual com uma premiação total de R$5mil. A modalidade vem conquistando muitos adeptos no país, um dos mais ativos no segmento pet do planeta.

Esse novo nicho de mercado cresceu muito nas últimas décadas e ganhou destaque na economia brasileira, criando uma variedade de produtos e ações diferenciadas que alavancaram o setor. Uma delas está ligada à área esportiva, com a participação dos cães e seus donos em competições criadas exclusivamente para essa categoria.

Os campeões levam para casa R$3mil pelo título. As duplas que ficarem na segunda e terceira colocações receberão R$1mil cada. Na Expression-Session Virtual, a filmagem da melhor onda surfada pelo cão sem seu parceiro (performance solo), ganhará um ano de ração grátis como prêmio.

Cartaz Oficial do evento.
Surf Dog é sucesso no exterior.

O campeonato mais tradicional dessa modalidade é o Surf City Surf Dog, realizado a mais de 10 anos na lendária Huntington Beach, Califórnia. A estrutura da competição não deixa nada a desejar em relação aos grandes eventos profissionais de surf, e já é sucesso de público e mídia na terra do “Tio Sam”.

As regras seguem os mesmos padrões utilizados nos campeonatos para humanos, mas com algumas adaptações feitas especialmente para os cães e seus donos. Ao término da prova, todos os competidores levam para casa uma medalha pela participação, independente do resultado final.

Além da disputa, o Surf City Surf Dog na Califórnia tem como um de seus objetivos arrecadar fundos e conscientizar o público sobre assuntos importantes relacionados aos animais, criação, doação e cuidados veterinários. Essa também será uma das bandeiras defendidas durante a realização do 1º Amore Di Cane Surf Dog 2020 no Brasil.

Julgamento e critério.

Para essa primeira edição os organizadores estipularam o número máximo de participantes em 24 duplas (cães e seus donos).  Os critérios de julgamento serão baseados no Surf City Dog Surf californiano, com seis baterias compostas por quatro duplas cada.

O julgamento da competição será realizado pelos internautas através de votação pela web. As duas duplas mais votadas de cada bateria avançarão para o próximo round, até chegarem a grande final, com a escolha dos campeões.

Para uma análise mais minuciosa do público, os critérios que deverão ser levados em conta são o grau de dificuldade, tamanho da onda e o posicionamento dos cães durante as performances.

Estrelas caninas da competição.

O Brasil está bem representado nas competições internacionais da modalidade, com destaque para três cães-surfistas: o labrador Bono(RJ), tricampeão mundial da categoria, a cadela Maya(ES) da raça Blue Heeler, que conquistou o título mundial em 2018 e o Parafina, morador de Santos(SP), carismático “autleta” brasileiro da Amore Di Cane. Os três ídolos caninos já confirmaram presença na competição.

Inscrições e transmissão on-line do evento.

As inscrições podem ser feitas através do site www.amoredicane.com.br, no valor de R$50,00 (cinquenta reais). A competição será transmitida ao vivo pela Web, através do Canal de Youtube do Amore Di Cane na internet.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.