Surf

Projeto ajuda mulheres a começar a surfar

A Aloher mostra como o esporte é inclusivo e traz a experiência de aproximação ao surf feminino

Jéssica
Jéssica Dombrowski Netto

15 de dezembro de 2020 - 17:51 - Atualizado em 15 de dezembro de 2020 - 17:51

Nos dias 14 e 21 de novembro um grupo de mulheres viveu sua primeira experiência no surf com as modalidades Power Surf, Indo Surf e surf no mar. O evento, que foi o primeiro do projeto Aloher, aconteceu em Curitiba e em Guaratuba/PR com os profissionais da Brasil Surf School.

As amigas Carla Ricci e Alessandra Mie promoveram este encontro de surf feminino com as mais diversas participantes, cada uma com a sua história única de como surgiu o interesse no esporte. No primeiro final de semana as meninas fizeram um treino funcional e aprenderam os primeiros passos na piscina. No sábado seguinte elas foram para o litoral paranaense se aventurar nas ondas de Guaratuba após uma aula de Yoga com a instrutora Juliana Pegoraro.

Confira o vídeo oficial do evento:

As fotos registram momentos especiais das participantes:

Depoimentos

É muito bom fazer parte de um grupo onde somos todas mulheres. No mundo em que vivemos, é importantíssimo que as mulheres se apoiem e estejam disponíveis uma para com as outras para que todas possam superar seus limites, seus medos, compartilhar sonhos, alegrias e acima de tudo, criar laços. Juntas somos mais fortes e o mar também é nosso! ALOHA!

Fernanda comprou sua primeira prancha este ano.

Encontrar na Aloher a oportunidade de começar a surfar do zero com acompanhamento e incentivo de todas foi sensacional!

Carol Caron nunca havia surfado.

Participei dos dois dias da experiência Aloher e adorei as aulas e as trocas com as outras meninas!

Carolina Figueiredo já tinha surfado, mas iniciou agora em uma escola de surf.

A Aloher Experience foi muito importante para eu perder a insegurança e finalmente dar o primeiro passo para aprender a surfar. Todas atividades foram pensadas com carinho pela Alessandra e a Carla, e dava pra ver que tinha um toque especial em tudo que elas prepararam. A aula indoor foi importante para ter o primeiro contato com a prancha, aprender um pouco sobre equilíbrio, os movimentos, quebrar uma barreira inicial. O 2o dia fomos para o mar e já me sentia mais confiante. Os instrutores da Brasil Surf deram todo o apoio nas duas aulas. Recomendo a experiência para iniciantes e mesmo para aquelas que já têm experiência.

Amanda Gabriela tinha tentado aprender a surfar com namorado, mas não obteve sucesso.

Experiência muito massa! É incrível a sensação de poder realizar uma coisa que seria quase impossível! A troca entre as meninas, a energia foram incríveis! A vibe da praia e das meninas aprendendo foi sensacional! Já indiquei para várias amigas! Não deixe de fazer.

Adriana Valentim nunca tinha surfado.

Achei tudo muito bem organizado, detalhes pensados com carinho e que fizeram toda diferença (uma fruta, água, atenção…). Achei o número de participantes ótimo tbm, não ficou muvuca e não desorganizou. Gostaria de mais eventos como este!

Anna Carol nunca havia surfado.

Para acompanhar o projeto, acesse as redes sociais clicando aqui.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.