Esportes

STJD nega pedido e Palmeiras x Flamengo segue marcado para domingo

Gazeta
Gazeta Esportiva

25 de setembro de 2020 - 19:01 - Atualizado em 25 de setembro de 2020 - 19:30

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) não aceitou o pedido do Flamengo de adiamento do jogo contra o Palmeiras, válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida está marcada para este domingo, às 16h (Brasília) no Allianz Parque.

Na última quinta-feira, o clube entrou com pedido de tutela de urgência na entidade, solicitando o adiamento do confronto devido ao surto de covid-19 que atingiu o clube. O pedido foi encaminhado para análise do presidente do Tribunal, Otávio Noronha, e posteriormente negado.

“O interesse privado e egoístico do Clube Requerente não pode, entretanto, prevalecer em detrimento da própria Competição e consequentemente do coletivo de Agremiações que lhes integra”, escreveu Noronha no despache.

No pedido, o Rubro-Negro afirmou que apenas 12 atletas estão disponíveis para entrar em campo no domingo, sendo que três são goleiros. Dessa forma, apenas nove jogadores poderiam atuar. Além disso, o clube argumentou que todos os funcionários que dão suporte aos atletas foram expostos ao vírus e, portanto, não estarão habilitados para trabalhar neste final de semana.

Por fim, o Flamengo ainda ressaltou que houve um precedente no Brasil. Afinal, a partida entre CSA e Chapecoense, válida pela Série B do Campeonato Brasileiro, foi adiada por conta de um surto na equipe de alagoas. À época, 18 jogadores testaram positivo para Covid-19.

Na última quinta-feira, o o secretário-geral CBF, Walter Feldman, garantiu que a partida entre Flamengo e Palmeiras não será adiada. O executivo diz que, caso um time tenha 13 jogadores disponíveis, o jogo acontecerá normalmente.

Diego Ribas, Bruno Henrique, Filipe Luís, Michael, Vitinho, Isla, Rodrigo Caio, Renê, Léo Pereira, Thuler, Gustavo Henrique, Arão, Gabriel Baptista, Matheusinho, João Gomes e Everton Ribeiro foram os jogadores do Rubro-Negro que testaram positivo para o coronavírus. Doménec Torrent e outros integrantes da comissão técnica também foram identificados com a doença.