Bastidores

Sócia ‘solitária’ do Santos faz upgrade e explica: “Paixão mesmo”

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

30 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 30 de maio de 2020 - 00:00

Fernanda é a única sócia do Santos em Roraima

O Santos tem associados em todos os estados do Brasil. E Fernanda Chaves Silva é a representante única do Sócio Rei em Roraima.

A policial civil se tornou sócia em 2015, cancelou o Plano Gold em maio de 2019 e migrou para o “Black” em 29 de novembro – a categoria principal do Peixe, com 100% de desconto nos ingressos.

Fernanda não pode ir aos jogos, mas é filiada ao Alvinegro por amor, mesmo com poucos benefícios à distância.

“O que me fez ser sócia? Só a paixão mesmo, para ajudar de alguma forma, tendo em vista que não vou a jogos por conta da distância. Por que ainda sou sócia? Não tenho benefício algum. Acho o plano de sócio do Santos muito “egoísta”, não sei se é a palavra certa, pois os torcedores de estados distantes não têm nenhum benefício. Sou sócia desde 2015 e ao menos naquela época chegou o cartão para mim. Quando houve a reformulação ano passado, eu acho, mudei para a categoria black. Nunca chegou sequer o cartão de sócio. Acho que o clube poderia criar incentivos e atrativos para torcedores de outros estados”, disse a sócia, à Gazeta Esportiva.

“Entendo que o Sócio Rei até tem planos acessíveis, mas poderia dar uma atenção melhor. Só quem paga é quem gosta mesmo, mas não custava nada enviar um cartão de feliz aniversário, por exemplo, ou revistas do clube. Sei lá, algo do tipo”, completou.

Fernanda Silva conhece poucos santistas e se tornou torcedora do Peixe por influência de Giovanni e companhia.

“Conheço mesmo somente um, meu sogro. Mas tem torcedores aqui (Roraima) sim, não é muito comum, mas vez ou outra “topamos” com alguns na rua. Minha filha e enteada são torcedoras, por minha influência. Sempre compro camisas, produtos oficiais para elas. Além de ver vez ou outra outros torcedores, sei que eles existem, pois em lojas de artigos de clubes por aqui sempre tem os produtos do Santos”, explicou.

“Não tenho influências de parentesco. Ninguém na minha família é ou era santista. Me tornei santista quando criança ainda, apenas assistindo o time do Giovanni, o Messias, na TV naquele 1995 (vice-campeonato brasileiro). Me apaixonei. No ano passado me programei para ir até São Paulo, no Campeonato Paulista, mas o Santos não teve o mando de campo e jogou contra o Corinthians na casa deles (torcida única). Valeu por ter conhecido um pouco a capital”, concluiu.

De acordo com o Santos, o envio da carteirinha aparece no sistema em 20 de janeiro deste ano. Fernanda questionou a falta do recebimento em 16 de abril. A operação de confecção e envio das carteirinhas foi paralisada durante a pandemia do coronavírus e a equipe trabalha de forma remota.

O Peixe estuda formas de beneficiar os torcedores de outros estados, mas entende que é uma dificuldade geral e o clube não faz menos que outros grandes da Série A. O desconto em produtos na Santos Store é uma das vantagens.

O voto à distância, pedido de boa parte da torcida, não avança no Conselho Deliberativo – no Brasil, Bahia e Internacional conseguiram viabilizar. De qualquer forma, o associado pode participar do pleito fisicamente, mesmo nos planos mais baratos.

A mensalidade mais barata para quem mora longe tem impedimento no Estatuto Social. Algumas decisões são prerrogativas do Conselho e não apenas da gestão.

O Santos possui, de acordo com o contador em tempo real do Sócio Rei, 24331 filiados adimplentes até a publicação desta matéria. Veja os números por estado. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.