Bastidores

“Só penso em jogar bola”, diz Arão sobre decisão da Justiça com Botafogo

Gazeta
Gazeta Esportiva

1 de junho de 2021 - 16:57 - Atualizado em 1 de junho de 2021 - 17:15

Na última sexta-feira, o jogador Willian Arão, do Flamengo, recebeu da Justiça a determinação de pagar ao Botafogo a quantia de 5 milhões de Reais em até quinze dias. Este será o capítulo final de um processo que teve início em dezembro de 2015, quando o jogador deixou Alvinegro rumo ao rival.

Segundo as alegações do Botafogo, Arão descumpriu a cláusula que previa a renovação automática do contrato desde que o clube pagasse 400 mil Reais ao jogador.

Com o ganho de causa e o esgotamento de todos os recursos, o Alvinegro entrou com um pedido de execução.

Na noite desta segunda-feira, em participação no programa “Bem, Amigos!”, do SporTV, Arão falou pela primeira vez sobre a decisão. Para ele, a situação não chegaria onde chegou, mas admite que deixou tudo na mão dos advogados e se concentra em jogar futebol.

“Nos primeiros momentos, não era eu que tinha a dívida, mas a Justiça deu. Sempre pontuei que quem cuida dessas coisas são meus advogados, minha cabeça é só para jogar futebol. Eles que são da área, que me representam e respondem por mim, eu só penso em jogar bola”, afirmou Arão.

Após mais de cinco anos de batalha nos tribunais, o Botafogo finalmente verá a cor do dinheiro. Mas com muitos problemas na Justiça, o valor que entrará nos cofres do clube é incerto. Parte da indenização já está comprometida com o pagamento de outras ações contra o Alvinegro.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.