Skate

Seleção Brasileira de Skate é vacinada nos EUA contra Covid-19

Grupo está treinando na Califórnia para os dois últimos eventos classificatórios para as Olimpíadas de Tóquio

Jéssica
Jéssica Dombrowski Netto Com informações da CBSK
Seleção Brasileira de Skate é vacinada nos EUA contra Covid-19
Yndiara Asp foi uma das vacinadas nos EUA. Foto: Divulgação CBSK

18 de maio de 2021 - 17:30 - Atualizado em 18 de maio de 2021 - 17:38

Em sua primeira missão preparatória internacional promovida pela Confederação Brasileira de Skate (CBSk), a Seleção Brasileira já teve todos os skatistas com 18 anos ou mais vacinados, nos Estados Unidos, contra a Covid-19. Esse país tem ampliado o acesso para turistas, imigrantes e todos os interessados, devido ao amplo programa de vacinação e disponibilidade do imunizante.

Através do projeto desenvolvido pela CBSk em parceria com o Comitê Olímpico do Brasil (COB), os skatistas brasileiros estão na Califórnia (EUA) em período de treinos para os dois últimos eventos classificatórios para as Olimpíadas de Tóquio. Assim, a estadia em solo norte-americano permitiu o acesso à vacinação, inclusive para integrantes da Comissão Técnica da entidade.

“Em meio a um momento ainda complicado da Covid no Brasil, a CBSk conseguiu levar a Seleção Brasileira de Skate para um lugar em que a transmissão está mais baixa. Além do benefício esportivo desse período de treinamento, ainda conseguimos vacinar todo mundo. É com certeza uma grande conquista para o skate nacional.”

Destaca Eduardo Musa, presidente da CBSk.
Luiz Francisco sendo vacinado. Foto: Divulgação CBSK

“Os atletas são na sua totalidade jovens, ativos, ou seja, costumam ter infecções, quando acontecem, mais leves do coronavírus, mas não estão isentos de ter um quadro mais preocupante. A imunização realmente reduz muito esse risco. Seria muito desagradável um atleta nosso perder uma competição pré-olímpica ou até a própria Olimpíada por conta de uma infecção pelo coronavírus. As vacinas não são perfeitas, então a gente precisa continuar tendo todos os cuidados em termos de não se contaminar. Isso a gente precisa manter, mas realmente a imunização deixa a gente mais tranquilo, deixa nossos atletas mais livres desse risco e focados no treinamento, no desempenho.”

Afirma o médico Maurício Zenaide, que integra a Comissão Técnica da CBSk.

Mesmo com a vacinação, Comissão Técnica e atletas seguem medidas de prevenção à Covid-19, incluindo ciclos de testagem ao longo de toda a viagem.

Vacinação para as Olimpíadas

Na última sexta-feira (14), teve início no Brasil a vacinação dos atletas e profissionais credenciados que representarão o país nas Olimpíadas. A ação faz parte do Plano Nacional de Imunização (PNI) e está sendo coordenada pelo COB e pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) em parceria com os Ministérios da Defesa, da Saúde e da Cidadania. No total, cerca de 1.800 brasileiros serão vacinados.

Pedro Quintas também foi vacinado. Foto: Divulgação CBSK
Dew Tour e Mundial de Street

Com realização de 16 a 23 de maio, em Des Moines (Iowa), o Dew Tour (Pro Tour) será, para o Park, o último evento valendo vaga nas Olimpíadas e o penúltimo para o Street. Na sequência, parte da delegação do Brasil seguirá para o Mundial de Street, em Roma (ITA), de 31 de maio a 6 de junho.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.