Esportes

Shevchenko deixa o comando da Ucrânia: “Trabalho provou que somos capazes de jogar um futebol moderno”

Gazeta
Gazeta Esportiva

1 de agosto de 2021 - 14:50 - Atualizado em 1 de agosto de 2021 - 15:15

Andriy Shevchenko anunciou neste domingo o fim de seus cinco anos como técnico da seleção ucraniana. Através da sua conta no Instagram, o ex-atacante de 44 anos agradeceu a oportunidade e se mostrou orgulhoso pelo trabalho desempenhando à frente da equipe.

“Hoje, meu contrato com a Federação Ucraniana de Futebol chegou ao fim. Passei cinco anos com a seleção nacional. Foi um trabalho árduo que provou que somos capazes de jogar um futebol moderno. Agradeço ao presidente e ao comitê executivo da Federação Ucraniana pela oportunidade de trabalhar com a seleção”, escreveu Shevchenko.

Ver essa foto no Instagram

Chelsea e no Milan enquanto jogador, o ex-atacante chegou ao comando da seleção ucraniana em 2016. Esta foi a sua primeira oportunidade na carreira de treinador.

“Agradeço a cada jogador, a cada pessoa que ajudou e se envolveu na equipe. Muito obrigado a todos os fãs pelo apoio e críticas. Juntos, conseguimos mostrar que nosso futebol pode ser competitivo, produtivo e emocionante”, completou o treinador.

Apesar de não ter conquistado títulos durante o período, o ex-atleta comandou o país em uma campanha histórica na última Eurocopa. Pela primeira vez, a Ucrânia chegou às quartas e acabou derrotada por 4 a 0 pela Inglaterra, que seria finalista.

No ciclo de eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, a Ucrânia ocupa a segunda posição do Grupo D com três pontos. França, Finlândia, Bósnia e Cazaquistão completam a chave.