Esportes

Sem Libertadores, mas com a Sul-Americana: Athletico termina Brasileirão em alta

Campanha do segundo turno não é suficiente para o Furacão carimbar o passaporte para a Libertadores, mas pelo quinto ano seguido, o Rubro-Negro terá uma competição internacional no calendário

Guilherme
Guilherme Almeida
Sem Libertadores, mas com a Sul-Americana: Athletico termina Brasileirão em alta
Furacão terá uma disputa continental pelo quinto ano seguido (Foto: Fabio Wosniak/Athletico)

22 de fevereiro de 2021 - 14:26 - Atualizado em 22 de fevereiro de 2021 - 14:52

O Athletico termina em alta a temporada 2020. A derrota para o Grêmio, no domingo (21), por 2 a 1, acabou com as chances do Furacão chegar a Libertadores, porém, o saldo ainda é positivo, pois a classificação para a Copa Sul-Americana está garantida.

Décimo sétimo colocado do primeiro turno, com apenas 19 pontos, o Athletico conseguiu virar a chave na segunda metade da competição, e, com 31 pontos conquistados em 18 jogos, garantiu o passaporte para a Sul-Americana, torneio em que irá buscar o bi-campeonato. O Furacão tem a quarta melhor campanha do returno.

Muito desse crescimento tem a ver com a chegada do técnico Paulo Autuori. O Athletico não engrenou com Dorival Junior e Eduardo Barros. No entanto, com o atual treinador, contando apenas o Campeonato Brasileiro, foram 10 vitórias, sete empates e quatro derrotas. Aproveitamento de 53%.

A vaga na Copa Sul-Americana já havia sido garantida após a vitória contra o Atlético-GO, por 2 a 1, na semana passada, feito que colocou o Furacão em uma competição continental pelo quinto ano seguido, contudo, ainda havia expectativa em conseguir a ida para a Libertadores.

António Oliveira, auxiliar técnico que comandou o time contra o Grêmio, pois Paulo Autuori está cumprindo isolamento social por conta da covid-19, valorizou a campanha realizada pelo Athletico no campeonato.

“A temporada ainda não terminou. Mas quero dar os parabéns os jogadores, porque foi uma caminhada fantástica. Estávamos em uma situação difícil, mas a equipe conseguiu superar diversos obstáculos. Todo o mérito é dos jogadores”.

O pensamento é compartilhado pelo meia Léo Cittadini, que enalteceu a recuperação do Athletico na Série A.

“A gente sai satisfeito pela recuperação. Estávamos em uma fase muito ruim e conseguimos reverter, chegando na penúltima rodada com chances de ir a Libertadores. Por um lado, ficamos tristes por não ter conseguido, mas felizes pela recuperação que tivemos”.

O Athletico se despede da Série A, e da temporada 2020, na quinta-feira (25), às 21h30 contra o Sport, na Arena da Baixada, pela 38ª rodada. O Furacão não terá o zagueiro Thiago Heleno e o volante Richard, que foram expulsos após o jogo contra o Grêmio.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.