Corinthians

Seca de atacantes continua, e Corinthians tem seu pior início ofensivo no Brasileirão desde 2015

Gazeta
Gazeta Esportiva

22 de junho de 2021 - 06:00 - Atualizado em 22 de junho de 2021 - 06:15

O técnico Sylvinho tem um problema evidente para resolver no Corinthians: o baixo número de gols marcados. O empate em 0 a 0 contra o Bahia, no domingo, foi o quarto jogo com o treinador em que o Timão não balançou a rede adversária. Com isso, o clube tem seu pior início ofensivo no Campeonato Brasileiro desde 2015.

Em cinco rodadas, o time de Sylvinho marcou apenas três gols no atual Brasileirão. A marca é a segunda menor do clube desde que a competição passou a ser disputada por pontos corridos.

O desempenho do ataque é o mesmo das edições de 2015 e 2013. Em ambas, o Corinthians marcou apenas três gols nas primeiras cinco rodadas. Já em 2012, a equipe do Parque São Jorge estava totalmente focada na disputa da Libertadores e anotou apenas um tento nos cinco compromissos iniciais do Brasileiro.

O começo ofensivo do Timão na competição é pior do que em 2007, quando acabou rebaixado para a Série B. Na ocasião, o time comandado por Paulo César Carpegiani marcou sete gols nas cinco primeiras rodadas.

Desde a chegada de Sylvinho, os atacantes corintianos ainda não balançaram as redes. O lateral Fábio Santos e os volantes Gabriel e Roni foram os únicos jogadores que marcaram, deixando suas marcas contra América-MG, Palmeiras e Red Bull Bragantino, respectivamente. Luan, Mateus Vital, Gustavo Mosquito e Jô, principais nomes ofensivos do elenco, passaram em branco.

O Corinthians volta a campo na quinta-feira para enfrentar o Sport, às 19 horas (de Brasília), na Neo Química Arena, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Com cinco pontos conquistados, o Timão ocupa o 11º lugar da competição.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.