Esportes

São Paulo perde chances e empata com Racing pela ida das oitavas da Libertadores

Gazeta
Gazeta Esportiva

13 de julho de 2021 - 23:21 - Atualizado em 13 de julho de 2021 - 23:45

O São Paulo perdeu a oportunidade de sair na frente em busca da vaga nas quartas de final da Copa Libertadores. Recebendo o Racing, da Argentina, que não disputava uma partida oficial havia 38 dias, pela ida das oitavas da competição, a equipe comandada por Hernán Crespo teve chances para encaminhar a vitória ainda no primeiro tempo, mas Vitor Bueno acabou não aproveitando, e teve de se conformar com o empate em 1 a 1.

Apesar de ter perdido uma chance inacreditável quando o São Paulo já vencia por 1 a 0, restando poucos minutos para o fim do primeiro tempo, Vitor Bueno foi quem abriu o placar para o Tricolor. Já o atacante Copetti foi o responsável por deixar tudo igual para o Racing.

O jogo de volta das oitavas de final da Libertadores acontece na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no El Cilindro, em Avellaneda.

O jogo – A partida começou equilibrada e sem muitas emoções. A primeira boa oportunidade de gol ocorreu apenas aos 18 minutos, quando o zagueiro Maurício Martínez decidiu arriscar de fora da área, obrigando Tiago Volpi a se esticar para tentar fazer a defesa, mas não encostou na bola. O São Paulo respondeu com Igor Vinícius. O lateral recebeu pela direita, ajeitou e bateu cruzado, exigindo boa intervenção do goleiro Arias.

Com 27 minutos de jogo, o técnico Hernán Crespo já teve de fazer mudanças na equipe. Eder sentiu a coxa e teve de ser substituído por Vitor Bueno. E foi justamente o atacante reserva que abriu o placar para o São Paulo. Aos 34, Arias tentou encaixar a bola vinda da esquerda, mas acabou deixando-a escapar e viu o camisa 12 tricolor apenas completar para o fundo das redes, sem qualquer dificuldade.

A partir de então, o São Paulo cresceu na partida e teve uma oportunidade de ouro para ampliar aos 37. Welington roubou a bola e puxou contra-ataque, tocando para Vitor Bueno, sozinho, dentro da área, mas o atacante bateu fraco, permitindo que Arias fizesse uma defesa improvável para salvar o Racing.

Como diz o ditado, quem não faz, toma. E foi exatamente isso o que aconteceu com os donos da casa antes do fim do primeiro tempo. Aos 45 minutos, Copetti recebeu na entrada da área, protegeu da marcação de Diego Costa e bateu forte, no cantinho, sem chances para Tiago Volpi, que se esticou todo para tentar fazer a defesa, mas em vão.

Segundo tempo

Na etapa complementar, o São Paulo não demorou para sofrer alterações. Logo no início do período, Igor Gomes e Liziero saíram para a entrada de Gabriel Sara e Benítez. E foi justamente a dupla que participou da primeira jogada de perigo do Tricolor. Aos 19 minutos, Welington recebeu do camisa 8 argentino e cruzou rasteiro, na entrada da área, para Sara chegar batendo de primeira, mas mandou por cima do gol.

O Racing, entretanto, se mantinha ligado e ciente da importância de voltar para a Argentina com o empate na bagagem. Mas, quando possível, também arriscava uma ou outra investida no ataque. Se não dava para infiltrar na defesa tricolor com a bola no pé, o jeito era testar Tiago Volpi. E foi exatamente isso que o zagueiro Martínez fez, mirando no cantinho e obrigando o goleiro são-paulino a se esticar e espalmar para fora.

Nos minutos finais, o jogo esquentou. O Racing quase virou o jogo com Mena, que recebeu cruzamento no segundo pau e apareceu para cabecear, mas mandou por cima do travessão. Depois, foi a vez de Benítez arriscar de fora da área, soltando a bomba e forçando grande defesa de Arias. Desta forma, coube às duas equipes se conformarem com o empate no Morumbi.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 X 1 RACING (ARG)

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Data: 13 de julho de 2021, terça-feira

Horário: 21h30 (de Brasília)

Arbitragem: Jhon Ospina (COL)

Assistentes: Alexander Guzman (COL) e John Leon (COL)

VAR: Julio Bascuñan (COL)

Gols: Vitor Bueno, aos 34 do 1ºT (São Paulo); Copetti, aos 45 do 1ºT (Racing)

Cartões amarelos: Diego Costa, Arboleda, Lucas Perri (São Paulo); Mena, Sigali, Correa, Rojas (Racing)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Diego Costa, Arboleda e Léo; Igor Vinícius, Luan, Liziero (Gabriel Sara), Nestor (Talles) e Welington; Igor Gomes (Benítez) e Eder (Vitor Bueno) (Marquinhos).

Técnico: Hernán Crespo.

RACING: Arias; Sigali, Maurício Martínez (Novillo) e Nery Domínguez; Cáceres, Leonel Miranda, Moreno, Piatti (Matías Rojas) e Mena; Copetti (Javier Correa) e Chancalay (Lovera).

Técnico: Juan Antônio Pizzi.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.