Esportes

São Paulo lida com maratona de jogos enquanto Racing não atua há mais de um mês

Gazeta
Gazeta Esportiva

11 de julho de 2021 - 09:00 - Atualizado em 11 de julho de 2021 - 09:30

Passada a vitória por 1 a 0 sobre o Bahia, no Morumbi, o São Paulo volta o foco para o confronto com o Racing, pela ida das oitavas de final da Libertadores. Enquanto o Tricolor vem de uma maratona de partidas, o rival argentino não entra em campo oficialmente há mais de um mês e terá de superar a falta de ritmo de jogo para avançar na competição continental.

O maior intervalo que o São Paulo teve entre partidas recentes foi na segunda semana de junho. Após a goleada por 9 a 1 sobre o 4 de Julho, pela terceira fase da Copa do Brasil, o Tricolor teve cinco dias para se preparar para o confronto com o Atlético-MG, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. De lá para cá, o técnico Hernán Crespo passou a sofrer com lesões de seus jogadores e teve de rodar o elenco para evitar um desgaste ainda maior diante de uma dura sequência de jogos.

Já o Racing entrou em campo oficialmente pela última vez no dia 4 de junho, pela final da Copa da Liga Argentina, contra o Colón, perdendo por 3 a 0. Como o calendário do futebol argentino coincide com o europeu, ocupando metade de um ano e a outra metade do ano seguinte, os clubes do país costumam sofrer mais no início do mata-mata da Libertadores, já que estão retornando de férias.

“Nós dizemos que estamos em desvantagem porque jogamos muito, e eles dizem que estão em desvantagem porque não jogam. Esse é o calendário, temos que aceitar a situação, acreditar no trabalho e basta. O resto é a capacidade de se adaptar às situações, que, pessoalmente, acredito que são um pouco exageradas”, comentou Hernán Crespo.

Por conta dessa dura maratona de jogos no futebol brasileiro, Crespo perdeu recentemente o atacante Luciano, com um estiramento na coxa esquerda, e Rigoni, destaque da vitória sobre o Internacional, na última quarta-feira, que sofreu um edema na coxa direita e é dúvida para o duelo com o Racing, no Morumbi. Miranda, com uma mialgia na panturrilha esquerda, deve voltar a ficar à disposição neste duelo decisivo.

“Vamos enfrentar na terça-feira a equipe do Racing, que já enfrentamos na fase de grupo, sabemos como é o estilo de jogo deles, equipe de contato, que amarra o jogo, tem muita qualidade também. Agora é focar no que o professor vai falar sobre o Racing”, comentou Liziero.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.