Esportes

São Paulo cria menos, mas passa a ser mais preciso e mantém número alto de gols

Gazeta
Gazeta Esportiva

15 de novembro de 2020 - 07:00 - Atualizado em 15 de novembro de 2020 - 08:15

O São Paulo conseguiu duas vitórias importantes contra Flamengo e Fortaleza, pela Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. Apesar do time ter marcado cinco gols, a equipe criou bem menos, mas em contrapartida conseguiu ser bem mais eficiente.

Na média dos últimos dois jogos, o São Paulo finalizou seis vezes, quatro no alvo e marcou 2,5 gols. Em compensação, a média das cinco partidas anteriores foi de 15,6 finalizações, 6,2 certas e 2,8 gols.

“Difícil responder, não dá para saber ao certo (porque a eficiência melhorou). No jogo do Lanús, até fizemos quatro gols, mas criamos muito mais. Não sei precisar porque aumentou o número de gols. Acho que tudo está relacionado, a boa fase do Brenner e do Luciano, a precisão das bolas, como a do Sara no jogo contra o Flamengo, o momento do time que está acreditando mais. São vários fatores”, disse Diniz na entrevista pós-jogo de sábado.

Fase de Brenner e Luciano ajuda

Como mencionou Diniz, as fases artilheiras de Brenner e Luciano ajudam para o aumento de eficiência. Brenner marcou 13 gols nos últimos 12 jogos, já Luciano fez quatro no mesmo período. A marca corresponde a 53,1% dos gols do time a partir da vitória contra o Atlético-GO, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O São Paulo volta a campo na próxima quarta-feira, para enfrentar o Flamengo pela volta das quartas de final da Copa do Brasil. O Tricolor venceu no Rio de Janeiro por 2 a 1 e precisa de empate para avançar.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.