Bastidores

Santos se pronuncia sobre a falta de uniformes de jogo nas lojas do clube

Gazeta
Gazeta Esportiva

29 de janeiro de 2021 - 11:46 - Atualizado em 29 de janeiro de 2021 - 13:00

Depois de alguns meses tendo problemas relacionados à disponibilidade de uniformes de jogo nas lojas do clubes, o Santos se pronunciou, nesta sexta-feira, em relação à falta de materiais esportivos para compra dos torcedores. Anteriormente, Orlando Rollo, ex-presidente santista, deu uma declaração sobre o assunto.

Segunda o Peixe, a pandemia atrasou as fábricas e isso diminuiu a produção. Aliado a isso, a procura pelo uniforme foi aumentando de acordo de como o time avançava de fase na Copa Libertadores. O Santos ainda confirmou a falta de camisetas de jogo nas lojas físicas da equipe e alertou sobre possíveis esgotamentos no site.

“Já iniciamos, junto com a Umbro, o trabalho para a antecipação do lançamento da nova coleção 2021/22 e consequente normalização do abastecimento dos produtos nos canais oficiais e em todo o varejo.”, disse o Peixe, em nota.

Além disso, a diretoria se comprometeu a encontrar uma solução para o problema. “Nos comprometemos publicamente para, junto a nossos parceiros, desenvolvermos um melhor planejamento de produção e distribuição para que estes problemas não mais se repitam e nosso torcedor possa ter a experiência de compra e opções de produtos que merece.”, completou o Santos.

O Santos joga a partida mais importante da temporada neste sábado, contra o Palmeiras pela final da Copa Libertadores, no Maracanã.

Confira a nota completa:

“O Santos Futebol Clube vem por meio desta esclarecer questões relativas à disponibilidade de uniforme de jogo no varejo.

Em função da pandemia de Covid-19, todo o segmento de confecção teve a sua capacidade produtiva afetada por atrasos e falta de insumos.

Este fator externo, aliado ao crescimento da demanda por produtos do Santos em função de nossa campanha na Libertadores, fez com que vários players do varejo ficassem desabastecidos parcial ou totalmente de nossos uniformes de jogo. A nova gestão vem acompanhando de perto esse problema, mas, infelizmente, a normalização do mercado demora algumas semanas para ser alcançada.

Um exemplo é a Santos Store da Vila Belmiro, que teve em janeiro recorde de vendas de produtos e se encontra hoje sem estoque de uniformes de jogo masculino adulto I, II e III.

A loja oficial on-line do clube ainda possui uniformes de jogo, mas corre também o risco de esgotamento de estoques conforme comportamento da demanda.

Independente da pandemia, de questões técnicas de varejo e das operações de produção e vendas serem terceirizadas e de responsabilidade por empresas parceiras, entendemos que, perante o torcedor, só existe uma única entidade: o Santos Futebol Clube.

Já iniciamos, junto com a Umbro, o trabalho para a antecipação do lançamento da nova coleção 2021/22 e consequente normalização do abastecimento dos produtos nos canais oficiais e em todo o varejo.

A nova gestão do Santos FC entende e compartilha a frustração de seu associado e torcedor com a falta de produtos.

Nos comprometemos publicamente para, junto a nossos parceiros, desenvolvermos um melhor planejamento de produção e distribuição para que estes problemas não mais se repitam e nosso torcedor possa ter a experiência de compra e opções de produtos que merece.”

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.