Futebol

Santos não é vazado em metade dos jogos sob o comando de Carille

Gazeta
Gazeta Esportiva

19 de outubro de 2021 - 06:00 - Atualizado em 19 de outubro de 2021 - 06:15

Com Fábio Carille no comando, o Santos mostra uma evolução defensiva. Em oito jogos com o técnico, o Peixe não levou gol em quatro oportunidades.

A equipe vinha de sete jogos seguidos sofrendo pelo menos um gol na reta final da passagem de Fernando Diniz, com uma média de 1,7 tentos sofridos por partida.

Com Carille, a equipe sofre em média um gol por jogo. Sendo que seis foram apenas em dois jogos, nas derrotas para Juventude (3 a 0) e Atlético-MG (3 a 1).

Conhecido por montar boas defesas, Carille vem buscando soluções desde o início do trabalho para estancar o sistema defensivo. No momento, a equipe se encontra mais compacta, cedendo menos chances ao adversário.

O grande problema para o Peixe está na bola parada defensiva. Cerca de 62% dos gols sofridos pelo Santos tem origem no jogo aéreo em cobranças de falta ou escanteio, além da equipe ter sido vazada duas vezes em cobranças de pênaltis.

Ou seja, o Santos sofreu apenas um gol de bola rolando desde que Fábio Carille assumiu a equipe. O tento em questão foi de Guilherme Castilho, na derrota para o Juventude.

A defesa do Peixe voltará a ser testada no próximo sábado, contra o América-MG, na Vila Belmiro. O Santos está na 15ª posição do Campeonato Brasileiro, com 29 pontos, um a mais em relação ao Juventude, primeiro time do Z-4.