Esportes

Santos lamenta agressão contra Tardelli e chama responsáveis de “bandidos”

Nas redes sociais, o jogador relatou detalhes do ataque e compartilhou o vídeo da ação dos agressores

Gazeta
Gazeta Esportiva
Santos lamenta agressão contra Tardelli e chama responsáveis de “bandidos”
Diego Tardelli desabafa após ser vítima da vândalos na saída da Vila Belmiro (Foto: Reprodução)

15 de setembro de 2021 - 11:40 - Atualizado em 15 de setembro de 2021 - 13:50

O atacante Diego Tardelli foi ameaçado e teve seu carro depredado após a eliminação do Santos na Copa do Brasil para o Athletico-PR. Nesta quarta-feira, o clube emitiu uma nota oficial, onde lamentou o ocorrido e chamou os responsáveis pelo ataque de “bandidos”.

“Sobre o episódio ocorrido durante a madrugada com o jogador Tardelli e com outros membros do elenco, com ameaças, perseguições, emboscadas e atos de depredação, o Santos FC repudia veementemente a atitude de vândalos travestidos de torcedores e ressalta que dará todo o apoio para que as medidas legais sejam adotadas para o reconhecimento e a punição dos agressores”, escreveu.

“O Clube não reconhece essas pessoas como torcedores e sim como bandidos. A torcida tem o direito de protestar sobre os resultados, desde que de forma civilizada”, completou.

Nas redes sociais, o jogador relatou detalhes do ataque e compartilhou o vídeo da ação dos agressores.

“Parei no sinal, me fecharam e começaram a quebrar meu carro, chutar, amassar, dizer que eu ia morrer. Aquela tortura que fazem quando as coisas não vão bem. Fiquei triste e chateado. Contando alto, 10 pessoas, 10 torcedores, 10 vândalos. Torcida tem direito de cobrar, fase não é das melhores, mas isso não justifica o que eu passei”, contou.