Esportes

Santos faz reclamação formal contra arbitragem e cogita ir até o RJ

Gazeta
Gazeta Esportiva
Santos faz reclamação formal contra arbitragem e cogita ir até o RJ

31 de agosto de 2020 - 17:39 - Atualizado em 31 de agosto de 2020 - 17:45

O Santos enviou na manhã desta segunda-feira um ofício à CBF para reclamar da arbitragem de Wilton Pereira Sampaio na derrota por 1 a 0 para o Flamengo, no último domingo, na Vila Belmiro. A informação foi inicialmente publicada pelo portal Esporte News Mundo.

No documento, o Peixe contesta as decisões, pede melhor explicação sobre a regra e defende maior autoridade do juiz de campo em lances interpretativos. Na visão do Alvinegro, o VAR precisa corrigir erros claros e graves.

O Alvinegro teve dois gols anulados ainda no primeiro tempo, um de Raniel e outro de Marinho. No primeiro, o atacante estava um pouco à frente no cruzamento de Pará. No segundo, Marinho cobra a falta e Jobson, impedido, tenta desviar. A bola não bate nele e entra. A regra fala “jogar ou tentar jogar”. Como o camisa 8 buscou o cabeceio, o lance foi invalidado.

Parte da diretoria do Santos saiu das cadeiras cativas e foi até a saída para o vestiário criticar a arbitragem de Wilton no intervalo. Na súmula, o juiz relatou invasão no campo: “O VAR está tomando conta dessa m…”, disse um dos dirigentes.

Reclamação de dirigentes do Santos contra a arbitragem (Foto: Reprodução)

Matheus Rodrigues e Pedro Doria, membros do Comitê de Gestão, e Jorge Andrade, diretor de futebol, dizem que não ultrapassaram as linhas do gramado e não pensaram em momento algum numa agressão ou algo além de contestar os lances. Dessa forma, não teria havido a “invasão” como foi relatado.

O presidente José Carlos Peres pensa em viajar ao Rio de Janeiro, na sede da CBF, para reclamar pessoalmente, mostrar as jogadas e cobrar explicações. Além do jogo contra o Flamengo, o Santos está na bronca pelo pênalti de Alison contra o Palmeiras.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.