Avaí

Santos busca opções e pensa na Ressacada para evitar decisão no exterior

Gazeta
Gazeta Esportiva

24 de março de 2021 - 17:01 - Atualizado em 24 de março de 2021 - 17:15

O Santos busca opções no Brasil para não precisar enfrentar o San Lorenzo, pela Pré-Libertadores da América, no Paraguai, onde fica a sede da Conmebol.

O Peixe jogará contra o San Lorenzo no El Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires, no dia 6 de abril, e ainda não sabe como será a partida de volta, em 13/4, diante do aumento de casos de covid-19 no Brasil.

Por protocolo, a Conmebol precisa definir o mando 15 dias antes. O prazo combinado para essa decisão é segunda-feira. Como a fase emergencial no estado de São Paulo está prevista para terminar no domingo e pode ser prorrogada, é improvável que o Alvinegro obtenha liberação para jogar na Vila Belmiro ou na capital a tempo. E as restrições na Baixada Santista para a prática esportiva valem até 4 de abril.

Diante desse cenário, o Santos pensa em alternativas. Uma delas é a Ressacada, estádio do Avaí em Florianópolis (SC). O Peixe já conversou com Marco Aurélio Cunha, executivo de futebol do Leão da Ilha.

O problema é que o Alvinegro teme situação semelhante ao Campeonato Paulista, com vetos municipais ou estaduais em cima da hora. Hoje, o Santos poderia pleitear o jogo em Santa Catarina. Mas não se sabe o que pode mudar até 13 de abril.

O Peixe tenta evitar a decisão no Paraguai, porém, admite a dificuldade de atuar no Brasil. O Alvinegro buscará até a última hora que o confronto decisivop pela fase de grupos da Libertadores não seja no exterior.