Bayern de Munique

Rummenigge deixa o cargo de CEO do Bayern, que será ocupado por Kahn

Desde 1991 na diretoria do Bayern, Karl-Heinz Rummenigge é ídolo do clube. O ex-atacante é o terceiro maior artilheiro da história do time – disputou 422 partidas e marcou 217 gols entre 1974 e 1984

Gazeta
Gazeta Esportiva
Rummenigge deixa o cargo de CEO do Bayern, que será ocupado por Kahn
Dirigente estava no clube desde 1991 (Foto: Reuters)

1 de junho de 2021 - 13:59 - Atualizado em 1 de junho de 2021 - 14:47

O Bayern de Munique anunciou, nesta terça-feira, que Karl-Heinz Rummenigge deixará o cargo de CEO do clube, que ocupa desde 2002. Oliver Kahn, atual diretor da equipe, será o substituto.

Inicialmente, o contrato de Rummenigge era válido até 31 de dezembro de 2021. No entanto, ele optou por se aposentar no dia 30 de junho. A decisão foi tomada após conversa do ex-atacante com o presidente do Bayern, Herbert Hainer, e membros da diretoria.

“É o momento mais lógico e sensível estrategicamente. […] Estamos chegando ao fim de um ano financeiro e, ao mesmo tempo, uma nova fase está se iniciando com um novo time técnico”, disse Rummenigge.

Com a saída de Hans-Dieter Flick para a seleção alemã, o Bayern, eneacampeão da Bundesliga, contratou Julian Nagelsmann, técnico do RB Leipzig. Em relação aos jogadores, dois importantes nomes deixaram o clube bávaro: David Alaba foi para o Real Madrid e Jérôme Boateng está livre no mercado.

Em relação a esse momento de mudanças, Rummenigge complementou: “Eu já disse há dois anos que estávamos planejando uma transição prudente, e ela está finalmente sendo implementada agora. É assim que deve ser.”

Oliver Kahn, que substituirá o ex-atacante a partir de 1º de julho, está “intensamente envolvido na diretoria do Bayern há um ano e meio”, segundo as palavras do presidente Herbert Hainer.

O ex-goleiro avaliou a mudança para o novo posto no clube bávaro: “Chegou a hora de eu ser responsável pelo comando do Bayern de Munique. […] Estou ciente da tarefa e da responsabilidade do cargo e estou otimista para isso.”

Desde 1991 na diretoria do Bayern, Karl-Heinz Rummenigge é ídolo do clube. O ex-atacante é o terceiro maior artilheiro da história do time – disputou 422 partidas e marcou 217 gols entre 1974 e 1984. Conquistou a Taça dos Clubes Campeões Europeus (atual Champions League), nas temporadas 1974/75 e 1975/76, e a Bundesliga em 1979/80 e 1980/81.

Oliver Kahn, também ídolo do time bávaro, defendeu a equipe por 14 anos, entre 1994 e 2008, disputando 632 jogos – o segundo que mais vestiu a camisa do Bayern na história. O ex-goleiro venceu oito vezes a Bundesliga e conquistou a Liga dos Campeões 2000/01.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.