Esportes

Rueda tenta acordos após Santos não pagar salário integral nos últimos anos

Gazeta
Gazeta Esportiva

29 de janeiro de 2021 - 10:00 - Atualizado em 29 de janeiro de 2021 - 15:15

A nova gestão do Santos tem sofrido para resolver problemas tributários. E parte da dívida inclui salários pagos “pela metade” nos últimos anos.

O presidente Andres Rueda e seus pares passaram um “pente fino” e perceberam que muitas vezes apenas o valor líquido era transferido, sem contar fundo de garantia e outros direitos, por exemplo.

Em alguns casos, os impostos não eram retidos desde 2019.

“Outro problema sério é a dívida passada na parte tributária. O clube tem uma cultura, e temos que mudar rapidinho, que falamos de salário líquido a pagar. E salário não é só o é líquido, INSS, impostos… Isso compõe a folha. Mesmo em salários que foram teoricamente pagos anteriormente tínhamos problema sério de tributos. Impostos desde 2019 com problema, por exemplo. Fizemos pacotão, procuramos a promotoria e a receita e tentamos renegociar prazo e multa para pagarmos em um acordo parcelado”, disse Rueda, à Gazeta Esportiva.

Neste primeiro mês de mandato, Rueda conseguiu pagar o salário de dezembro, direitos de imagem, fundo de garantia e premiação da vitória sobre o Grêmio. Falta agora o “bicho” da classificação para a final da Libertadores da América.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.