Esportes

Rony comenta novo posicionamento no Palmeiras e exalta trabalho de Abel Ferreira

Gazeta
Gazeta Esportiva

28 de abril de 2021 - 21:34 - Atualizado em 28 de abril de 2021 - 22:00

Acostumado a jogar pelos lados do campo, Rony tem sido utilizado em uma posição diferente nas últimas partidas do Palmeiras. No esquema de três zagueiros adotado pelo técnico Abel Ferreira, o atacante passou a atuar de forma mais centralizada, ao lado de Luiz Adriano.

Nesta quarta-feira, o jogador, que marcou dois dos cinco gols do Verdão na vitória sobre o Independiente Del Valle-EQU, comentou sobre seu novo posicionamento dentro de campo. Ele revelou que não gosta muito de jogar dessa forma, mas afirmou começou a ganhar confiança com os gols marcados e  que se sente feliz por poder ajudar a equipe fazendo esse papel.

“Futebol é uma coisa muito engraçada, você descobre coisas que não imaginava que poderia fazer dentro do jogo ou de uma formação. Quando o Luiz Adriano se machucou, o técnico me colocou de centroavante, e eu só tinha jogado assim uma vez no Japão. Não tinha gostado muito porque jogava muito de costas. Eu gostava de pegar a bola de frente e partir para o mano a mano. Aí ele (Abel) me colocou de centroavante e eu gostei. Comecei a fazer gols e pegar confiança”, disse em entrevista à ESPN.

“Querendo ou não, você acaba descobrindo algo novo quando o treinador precisa. Então estou muito feliz pelo meu desempenho, por estar ajudando meus companheiros da melhor forma possível e, o mais importante, que eu sempre tenho em mente, dar o meu melhor. Para nós atacantes, é ruim jogar de costas, mas a gente sabe que em um momento ou outro você vai ter que jogar. Eu não prefiro jogar de costas, mas se for para fazer, eu faço”, acrescentou.

Rony ainda exaltou o trabalho realizado pelo treinador português no comando do Palmeiras. O camisa 7 ressaltou a dedicação de Abel para passar informações ao elenco sobre os adversários e seu “instinto” de sempre buscar a vitória.

“É uma pessoa que gosta de vencer na vida. Nós sabemos do potencial que ele tem, é uma pessoa super inteligente, Quando vai passar o material do nosso adversário, explica tudo direitinho, sabe o que tem que fazer. Nesse último jogo (contra o Independiente Del Valle), estudou muito a equipe adversária, nós fizemos tudo o que ele pediu e deu tudo certo”, afirmou.

“Ele é alguém que está certo no que pensa, não gosta de perder, acredito que isso já esteja no instinto dele. Nos treinamentos ele gosta de brincar também, mas na hora do trabalho, leva muito a sério. A gente sempre faz o que ele pede e as coisas fluem dentro de campo”, finalizou Rony.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.