Corinthians

Roberto de Andrade fala sobre Roger Guedes e comenta sobre possíveis saídas

Gazeta
Gazeta Esportiva

27 de julho de 2021 - 21:26 - Atualizado em 27 de julho de 2021 - 21:45

Depois de enfrentar algumas dificuldades no início da temporada, o Corinthians decidiu investir em contratações para tentar mudar a cara do time. Em menos de uma semana, a diretoria anunciou as chegadas de Giuliano e Renato Augusto e ainda monitora a situação de Roger Guedes.

O atacante de 24 anos negocia a sua rescisão com o Shandong Luneng, da China, e o seu destino pode ser justamente o Timão. Nesta segunda-feira, o diretor de futebol Roberto de Andrade falou sobre o caso.

“Não consigo dar uma certeza sobre a negociação com o Roger Guedes. Nem chegamos a conversar com o jogador. Estamos aguardando a liberação do atleta na China. O negócio não está nas nossas mãos”, disse à Rádio Bandeirantes.

“Entendemos que falta um atacante no nosso elenco. Estamos monitorando um monte de gente no mercado, e se não conseguirmos o Roger Guedes, tentaremos outro jogador”, completou.

Enquanto isso, o Corinthians também trabalha para tentar negociar alguns jogadores. Após liberar Cazares, Jemerson e Otero, o clube pode perder o jovem Rodrigo Varanda. O atacante, que renovou o seu contrato nesta tarde, está conversando com o Red Bull Bragantino.

“Já renovamos (o contrato do Rodrigo). Também existe (negociação com o Red Bull Bragantino), estamos conversando. Não sei (sobre pagar a multa na íntegra). Estamos negociando, sim, e pode acontecer. Difícil, às vezes o garoto quer sair, deslumbra um pouco. Não sei explicar, é bom menino, mas na parte técnica não evoluiu conosco”, comentou Roberto.

Apesar das altas dívidas, o diretor ressaltou que o Timão não está desesperado para vender os seus atletas.

“Necessidade a gente não tem, mas é processo natural. Não dá para passar um ano sem negociar jogadores. Isso acontece em todos os clubes. Não é desespero, mas qualquer dinheiro é bem-vindo. Futebol é assim. A janela abre agora em agosto e o mercado está fraco, não está aquecido. Numa época dessa tinha ligação de tudo que é lado, hoje não. Todos sem dinheiro, com caixa baixo e investimentos menores”, falou.

Roberto de Andrade também aproveitou para falar sobre a situação do Luan. O ex-presidente não descartou negociá-lo, mas ressaltou que ele está agradando a comissão técnica e deve voltar a ganhar chances com Sylvinho.

“Independentemente de negociar ou não, digo que qualquer atleta é negociável. Luan também. Se for bom para o Corinthians e ele, por que não? A comissão técnica gosta dele, está indo bem nos treinamentos e vai ter oportunidade no time brevemente. Não desistimos de quem trabalha conosco, não”, comentou.

Por fim, Roberto de Andrade falou sobre o caso de Danilo Avelar. No mês passado, o clube anunciou que acertaria o encerramento do vínculo depois que o lateral chamou um jogador de Counter-Strike de “Fih de rapariga preta” no chat do jogo. Porém, por ainda estar se recuperando de uma lesão, o atleta não pode ser negociado ou ter o seu contrato rescindido.

“Não podemos rescindir o contrato ou negociá-lo, nem vender por 100 milhões de euros, por estar no departamento médico. Enquanto não tiver 100% das condições, não podemos fazer nada. Por isso tudo está suspenso”.

“O Corinthians vai achar a melhor forma de rescisão. Podemos vender, emprestar, qualquer coisa, mas desde que esteja apto a jogar futebol novamente”, finalizou.