Bastidores

Rival de sábado, Santos é a maior vítima da história do Palmeiras

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

29 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 29 de fevereiro de 2020 - 00:00

Sociedade Esportiva Palmeiras e Santos Futebol Clube disputam mais um clássico às 16 horas (de Brasília) deste sábado, pela oitava rodada do Campeonato Paulista, no Estádio do Pacaembu. Curiosamente, o time praiano é a maior vítima da equipe alviverde em sua história.

O Santos é o adversário que o Palmeiras mais venceu (141) e marcou gols (564) ao longo de sua história, iniciada como Palestra Itália em 1914. Contra o Corinthians, o time alviverde disputou mais partidas (372), mas tem menos triunfos (131) e bolas na rede (524).

O Palmeiras enfrentou o Santos em momentos marcantes de sua história, como na final da Copa do Brasil 2015, conquistada com gol de pênalti de Fernando Prass. O time praiano também foi o adversário na decisão do Super Campeonato Paulista 1959 (com Pelé em campo) e no jogo que assegurou o título estadual de 1996.

Os dois rivais mantêm retrospectos distintos sobre o clássico. O Palmeiras contabiliza 141 vitórias, 89 empates e 106 derrotas em 336 partidas, com 564 gols marcados e 475 sofridos. O Santos, por sua vez, conta 105 vitórias, 85 empates e 137 derrotas em 327 partidas, com 471 gols marcados e 557 sofridos.

O Palmeiras deve enfrentar o Santos com a seguinte escalação: Weverton; Gabriel Menino, Felipe Melo, Gustavo Gomez e Viña; Bruno Henrique, Zé Rafael e Raphael Veiga; Dudu, Rony (Willian) e Luiz Adriano. A tendência, portanto, é que o clássico marque a estreia de Rony.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.