Esportes

Ricardo Graça pode deixar o Vasco de graça no final do ano

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

28 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 28 de abril de 2020 - 00:00

O zagueiro Ricardo Graça pode deixar o Vasco de graça no final do ano. O jogador de 23 anos e cria da base do clube tem contrato válido até 1 de janeiro de 2021. Pela legislação, ele estará livre para assinar um pré-contrato com outro clube seis meses antes do final do compromisso. Se isso acontecer, o Cruz-Maltino perderá um de seus jogadores mais promissores e não receberá nada por isso.

Não faltarão interessados no zagueiro que disputou o torneio Pré-Olímpico com a Seleção Brasileira em janeiro. O jogador era inclusive, ao lado de Andrey, considerado uma das possíveis vendas que o clube poderia fazer este ano para aliviar o caixa.

Ricardo Graça é canhoto e disputa posição com o capitão Leandro Castán. Assim tem recebido poucas chances na equipe titular, mas há quem defenda que ele jogue do lado direito da zaga.

Ricardo Graça poder deixar o Vasco no final do ano sem custos (Carlos Gregório Jr)

Germán Cano também não recebeu salários de 2020

O atacante Germán Cano foi contratado pelo Vasco no final de 2019 e se tornou o artilheiro da equipe nesta temporada. Recém chegado, o argentino já convive com as dificuldades financeiras do clube.

Cano, assim como os demais jogadores, não recebeu salários referentes aos meses de janeiro a março.

O ex-jogador do Independiente estava livre no mercado chegou ao Vasco sem custos. Ele assinou contrato com o Cruz-Maltino em dezembro de 2019 e recebeu luvas em duas parcelas. A primeira foi paga no ato da assinatura e a segunda em janeiro.

A contratação foi bancada pelo presidente Alexandre Campello e causou um desentendimento com o vice-presidente de Controladoria do Vasco da Gama, Adriano Mendes. O dirigente entregou o cargo e acusou Campello de contratar Cano em meio a uma crise financeira do clube e sem consultar seu departamento sobre a viabilidade financeira da contratação.