Bastidores

Rescisão indireta de Sasha com o Santos é revogada, e juiz se diz “suspeito”

Gazeta
Gazeta Esportiva

1 de agosto de 2020 - 21:14 - Atualizado em 1 de agosto de 2020 - 21:45

Eduardo Sasha entrou na Justiça contra o Santos pedindo a rescisão unilateral de seu contrato

O atacante Eduardo Sasha voltou a ter vínculo com o Santos. O juiz Carlos Ney Pereira Gurgel, da 6ª Vara do Trabalho de Santos, revogou a decisão tomada na última sexta-feira que concedeu ao jogador tutela de urgência para rescisão indireta do contrato com o Peixe.

Em despacho publicado no início deste sábado, o juiz se disse suspeito para julgar o caso “por motivo de foro íntimo” e, por isso, voltou atrás na decisão anterior. Segundo o portal UOL, Carlos Gurgel possui fotos em suas redes sociais em que aparece vestindo a camisa do Atlético-MG, clube interessado na contratação de Eduardo Sasha.

“Neste ato, para que se preserve a legitimidade das decisões judiciais, bem como para que não paire dúvidas quanto à lisura do presente processo, revogo a decisão ID 1c116b8 e me dou por suspeito por motivo de foro íntimo, na forma do art. 145, §1º do CPC. Remetam-se os autos ao meu substituto legal”, diz o documento.

Há cerca de duas semanas, Eduardo Sasha entrou na Justiça contra o Santos pedindo a rescisão unilateral de seu contrato. O atacante cobra salários atrasados, falta de recolhimento do FGTS e o pagamento das verbas rescisórias e compensatórias devidas.

Agora, outro juiz assumirá o processo que define o futuro do jogador, que tem contrato até o final de 2022 com o Peixe. O Alvinegro Praiano adquiriu 100% dos direitos econômicos do atacante neste ano. Ele chegou do Internacional em troca com Zeca. O Colorado cobra da equipe paulista uma dívida referente à negociação.