Esportes

Principal destaque em 2020, Marinho ainda não desequilibra na atual temporada

Além de não estar conseguindo balançar as redes, o atacante também não vem tendo boas apresentações, levando pouco perigo ao adversário

Gazeta
Gazeta Esportiva
Principal destaque em 2020, Marinho ainda não desequilibra na atual temporada
Atacante não vem tendo uma temporada de destaque no clube (Foto: Divulgação/Santos FC)

29 de abril de 2021 - 09:00 - Atualizado em 29 de abril de 2021 - 13:36

O Santos vive momento delicado neste início de temporada. Depois de mais uma derrota e uma atuação ruim pela Libertadores, a equipe viu a situação no torneio ficar ainda mais complicada. O mau momento do Peixe coincide com o desempenho apagado de Marinho em abril.

O atacante ficou um bom tempo sem atuar. Depois da final da Libertadores, em janeiro, o jogador ficou afastado dos gramados por um problema no joelho e por ter contraído covid-19. Marinho fez a sua estreia na temporada na partida de ida contra o San Lorenzo, pela terceira fase da Libertadores.

Desde então, o camisa 11 entrou em campo seis vezes, sendo quatro como titular. Neste período, Marinho marcou apenas um gol, justamente no seu retorno aos gramados, de pênalti. Além de não estar conseguindo balançar as redes, o atacante também não vem tendo boas apresentações, levando pouco perigo ao adversário e perdendo a bola mais vezes do que de costume.

Após a derrota do Peixe para o Barcelona-EQU, na estreia da equipe na fase de grupos da Libertadores, Marinho foi questionado sobre a influência que o seu desempenho irregular tem nas atuações do time como um todo.

“Na verdade não é determinante, porque eu não jogo sozinho. Eu jogo com uma equipe, ao lado de 30 jogadores, dentro de campo são 11 que entram. Vou me dedicando ao máximo, fiquei muito tempo parado. Esse é meu terceiro jogo como titular. Depois que tive covid, ainda fiquei um tempo fora por lesão. Então, vou evoluindo a cada jogo, a cada partida”, afirmou o atacante.

Marinho não ficou contente com a pergunta. Depois de dizer: “Isso é uma crítica?” no início de sua resposta, adicionou no final: “Claro que, se a gente tivesse ganhado, a pergunta teria sido diferente, mas vida que segue”.

A temporada passada de Marinho foi fora de série. O camisa 11 foi o grande personagem do time que chegou à final da Libertadores, tendo marcado 24 gols e dado nove assistências. O jogador tem contrato com o Peixe até o final de 2022.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.