Bastidores

Prestes a alcançar Rivellino, Cássio diz não ter noção do que representa ao Corinthians

Gazeta
Gazeta Esportiva

29 de agosto de 2020 - 17:32 - Atualizado em 29 de agosto de 2020 - 18:00

Se nenhuma surpresa tirar Cássio do clássico deste domingo, contra o São Paulo, o goleiro vai alcançar Rivellino no ranking dos jogadores que mais atuaram com a camisa do Corinthians em toda a história do clube.

Neste domingo, o camisa 12 defenderá o Timão pela 474ª oportunidade, marca atingida pelo ‘Reizinho do Parque’ entre 1965 e 1974. Desta maneira, ambos ocuparão, juntos, o nono lugar nesta lista.

“Lógico que eu sei dos números de jogos, de títulos que eu consegui, mas não posso me apegar a isso. Sou um cara que quero bater marcar, recordes, não posso ficar me apegando a resultados que eu já conquistei. Mas, lógico que estar entre os 10 que mais vestiram a camisa do Corinthians, num clube do tamanho do Corinthians, acho que nem nos meus melhores sonhos eu imaginaria isso. Tenho muita vontade de conseguir muitas marcas, mas sei que tudo que eu consegui aqui foi pensando no momento, ano a ano, e não pensando em números”.

Durante a entrevista concedida à TV Corinthians, Cássio também se mostrou grato por tudo que o clube lhe proporcionou na carreira desde 2012 e admitiu que ainda não consegue compreender a dimensão da idolatria que carrega.

“Dentro e fora de campo, sou um cara muito grato. O Corinthians me deu oportunidade, o Andrés me deu oportunidade de vestir a camisa do Corinthians, Andrés e Duílio, naquela época. Eu vim da Holanda, não estava jogando e tive oportunidade no maior clube do Brasil. Isso é raro, dificilmente acontece com as pessoas e, graças a Deus, Deus me abençoou com essa oportunidade. Eu vim aqui com humildade para tentar construir uma história”.

“Eu não tenho a noção do que, de repente, representa o que eu consegui aqui no Corinthians. Creio que o torcedor tenha mais essa noção e que eu vou ter essa noção quando eu parar de jogar futebol. Eu tento aproveitar e me dedicar ao máximo ao Corinthians, porque o Corinthians me ajudou e me proporcionou muitas coisas”.

Após igualar Rivellino, Cássio terá Olavo como alvo. O ex-zagueiro é oitavo jogador que mais defendeu o Corinthians, com 506 atuações. O líder é Wladimir, com 806 jogos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.