Esportes

Presidente do Santos confirma multa no contrato de Holan: “Não consegui zerar”

Gazeta
Gazeta Esportiva

4 de março de 2021 - 15:30 - Atualizado em 4 de março de 2021 - 15:45

O presidente do Santos, Andrés Rueda, comentou nesta quinta-feira sobre os acordos na contratação do técnico Ariel Holan, apontando que não foi possível evitar uma multa rescisória.

O acordo entre as partes prevê o pagamento de quatro salários em caso de quebra do vínculo. Mesmo cedendo, Rueda acredita que os valores ficaram mais próximos da realidade do clube.

“Tinha uma ideia de acabar com a multa. Pagamos sete técnicos, um valor estúpido de quase R$ 15 milhões. Não consegui zerar, mas coloquei uma multa que acho que se adequa ao nosso bolso. A multa do técnico é bilateral. Se sair por vontade nossa ou pedindo a conta, são quatro salários. No primeiro ano, são três. Não era o desejado, não entendia a multa, mas foi o que a gente conseguiu e acho que ficou de bom tamanho para começar esse processo de mudança sobre as multas”, explicou em entrevista ao Baixada Esporte, da Santa Cecília TV.

Após um período de adaptação na nova casa, Holan inicia definitivamente seu trabalho no Santos neste sábado, no clássico contra o São Paulo.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.