Esportes

Presidente diz que Ariel Holan tem o perfil desejado pelo Santos

Gazeta
Gazeta Esportiva

15 de fevereiro de 2021 - 20:42 - Atualizado em 15 de fevereiro de 2021 - 21:45

O presidente Andres Rueda admitiu nesta segunda-feira que Ariel Holan, da Universidad Católica, tem o perfil desejado pelo Santos para substituir Cuca. O interesse no técnico foi antecipado pela Gazeta Esportiva.

“Não podemos dizer os nomes dos treinadores que estamos procurando. O torneio (Campeonato Brasileiro) ainda não terminou e esperamos ter notícias em breve. Temos um perfil de treinador para a próxima temporada e Ariel Holan se ajusta a esses parâmetros que exigimos”, disse Rueda, ao “La Tercera”.

Ariel Holan teve uma reunião com a diretoria da Católica nesta segunda e deve anunciar nos próximos dias sua saída. O contrato é válido até dezembro de 2021, mas há uma cláusula para encerrar o acordo em caso de proposta do exterior.

A reportagem conversou com estafe de Holan e ouviu que o Alvinegro procurou o treinador, mas ainda não formalizou uma proposta. O treinador argentino foi aprovado pelo departamento de futebol e pela análise de desempenho do Santos.

Há uma diferença de cerca de R$ 100 mil entre o que o Santos paga atualmente a Cuca para o que Holan deseja receber com a sua equipe. O argentino tem 60 anos e quase foi contratado pelo Peixe antes do acerto com Jorge Sampaoli em dezembro de 2018.

Impasse

O Comitê de Gestão do Santos está dividido entre economizar na nova comissão técnica ou manter o padrão do salário de Cuca e seus auxiliares (R$ 470 mil por mês).

Dos nove membros, alguns defendem o corte de gastos e a procura por nomes de menor expressão, com salários de até R$ 200 mil. Outros concordam com o departamento de futebol sobre o treinador ser o único reforço possível neste momento. E não haver boas opções sem ao menos o mesmo valor de Cuca. Neste momento, a tendência é do “futebol vencer”.

Como Cuca está disposto a terminar o Campeonato Brasileiro, o Peixe se planeja para definir o novo comandante até o dia 25. A ideia é não começar o Paulistão com um interino.

O Comitê de Gestão é formado por Andres Rueda (presidente), José Carlos de Oliveira (vice-presidente) e Dagoberto Oliveira, José Berenguer, José Renato Quaresma, Rafael Leal, Ricardo Campanário, Vitor Loureiro Sion e Walter Schalka.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.