Esportes

Peres explica ausência em votação do seu impeachment no Santos: “Não dá para arriscar a vida”

Gazeta
Gazeta Esportiva

22 de novembro de 2020 - 16:48 - Atualizado em 23 de novembro de 2020 - 20:00

Presidente afastado no Santos, José Carlos Peres não compareceu à assembleia para decidir ou não pelo seu impeachment neste domingo, na Vila Belmiro.

A votação ocorre das 10h às 18h para confirmar ou não a decisão do Conselho Deliberativo. O vice Orlando Rollo assumiu interinamente no fim de setembro. E a eleição será no dia 12 de dezembro.

Em contato com a Gazeta Esportiva, Peres explicou o motivo de mais uma ausência. Vale lembrar que ele não participou das últimas reuniões do Conselho nem para se defender virtualmente.

“Circo montado, ônibus pago e à disposição de torcida organizada, clima de ódio e intolerância. Aglomeração na entrada para votação, com a maioria sem máscara. Cânticos ameaçadores e desrespeitosos. Uma injustiça que mancha a história do clube. Não dá para arriscar a vida”, disse o presidente afastado.

Se a maioria simples (metade + um) votar “sim”, José Carlos Peres terminará seu mandato três semanas antes do fim. A Comissão de Inquérito e Sindicância avaliou como “temerária” a gestão do presidente.

Os candidatos no pleito de dezembro são Andrés Rueda, Daniel Curi, Fernando Silva, Milton Teixeira Filho, Ricardo Agostinho e Rodrigo Marino.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.