Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

28 de maio de 2020 - 00:00

Atualizado em 28 de maio de 2020 - 00:00

Bastidores

Pará tem contrato perto do fim, mas Santos não teme saída

Pará tem contrato com o Santos apenas até dezembro, mas a diretoria não tem pressa para renovar e nem teme a saída do lateral-direito.

Pará foi contratado em 2019 e o acordo de um ano e meio foi considerado positivo por ambos os lados. O jogador é identificado com o Peixe, tem idade avançada (34) e o futuro só deve ser decidido no segundo semestre.

A situação de Pará é diferente, na visão do Alvinegro, dos casos de Yuri Alberto, Evandro e Vladimir. Yuri possui vínculo até julho, Evandro até junho – com cláusula de prorrogação automática até dezembro. E o goleiro reserva quer ser valorizado para ficar em 2021. A saída do trio tem maior possibilidade de ocorrer.

Outra negociação “congelada” é a de Lucas Veríssimo, como antecipou a Gazeta Esportiva. O Santos ficou perto de acerto de extensão de 2022 até 2024, com aumento salarial, mas brecou as tratativas por conta da dificuldade financeira acentuada em meio ao novo coronavírus e o receio de não poder arcar com os compromissos.

O zagueiro Luan Peres é outro com vínculo até o fim do ano, porém, está emprestado pelo Brugge, da Bélgica. O valor de compra fixado em 5 milhões de euros (R$ 29 mi) torna a permanência na próxima temporada improvável.