Esportes

Palmeiras volta a jogar no Allianz pela Libertadores após sequência de empates em casa

Gazeta
Gazeta Esportiva

29 de setembro de 2020 - 08:00 - Atualizado em 29 de setembro de 2020 - 08:15

Depois de mais de seis meses, o Palmeiras volta a jogar no Allianz Parque pela Copa Libertadores, nesta quarta-feira, quando encara o Bolívar. Líder do Grupo B com dez pontos, o Verdão volta à sua casa, mas com retrospecto recente que não anima no estádio.

Apesar da invencibilidade de 18 partidas, o futebol do Verdão não empolga o seu torcedor. Apesar de evitar as derrotas, chama atenção o alto número de empates: 10, contra oito vitórias neste período invicto. Cinco deles foram nos últimos jogos da equipe dentro do próprio Allianz Parque, contra Corinthians, na final do Paulista, Goiás, Internacional, Sport e Flamengo pelo Campeonato Brasileiro.

Como mandante, o Palmeiras até chegou a vencer o clássico contra o Santos por 2 a 1, mas a partida aconteceu no Morumbi. Fora isso, a última partida com vitória da equipe de Vanderlei Luxemburgo em casa foi contra a Ponte Preta, ainda pela semifinal do Paulista, no dia 2 de agosto.

O lado positivo é que um simples empate contra o Bolívar no Allianz já garante a classificação antecipada da equipe para as oitavas de final da Libertadores. A equipe chegaria aos 11 pontos e não poderia mais ser alcançada pelo próprio adversário desta quarta-feira, que teria cinco pontos com apenas mais um jogo a fazer.

Uma vitória contra os bolivianos, entretanto, coloca o Palmeiras em excelente condição de garantir a liderança do grupo. Se bater o adversário em casa, o Verdão alcançaria os 13 pontos, com possibilidade de chegar a 16 na última rodada. Em segundo do grupo, o Guaraní chega no máximo aos 13 pontos se vencer os dois jogos que faltam.

A última partida do Verdão no Allianz pela competição continental aconteceu ainda em março, antes da paralisação da competição pela pandemia da covid-19. Na ocasião, pela segunda rodada da fase de grupos, a equipe venceu o próprio Guaraní por 3 a 1, com três gols de Luiz Adriano. Na escalação, de lá pra cá, as principais mudanças foram a saída de Dudu e a afirmação dos jovens Patrick de Paula e Gabriel Menino no meio-campo.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.