Esportes

Palmeiras vence o Santos em clássico movimentado e segue líder

Gazeta
Gazeta Esportiva

10 de julho de 2021 - 18:23 - Atualizado em 10 de julho de 2021 - 18:45

O Palmeiras venceu o Santos por 3 a 2 na tarde deste sábado, no Allianz Parque, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Gustavo Gómez e Breno Lopes no primeiro tempo e por Willian na etapa final. O Peixe fez com Carlos Sánchez e Marinho, ambos em cobranças de pênalti.

Os primeiros 18 minutos foram equilibrados, mas o Verdão abriu o placar após erro do goleiro João Paulo e a partir daí o Peixe caiu de rendimento. No segundo tempo, Carlos Sánchez diminuiu e esboçou uma reação, porém, os donos da casa logo ampliaram. Ainda deu tempo para Marinho converter penalidade máxima nos acréscimos.

Com os três pontos, o Palmeiras segue líder do Brasileirão, agora com 25 pontos. O Santos segue em sétimo, com 17, e pode perder posições até o término da rodada.

O Verdão voltará a campo para enfrentar a Universidad Católica (CHI) na quarta-feira, em Santiago, pela ida das oitavas de final da Libertadores da América. O Peixe receberá o Independiente (ARG) na quinta, na Vila Belmiro, pela ida das oitavas da Sul-Americana.

O JOGO

Palmeiras e Santos faziam clássico equilibrado, com muita movimentação e duas propostas ofensivas, até que o primeiro gol saiu.

No minuto 18, Gustavo Scarpa bateu escanteio, o goleiro João Paulo saiu errado e Gustavo Gómez abriu o placar. A partir daí, só o Verdão jogou.

O segundo gol saiu rapidamente, aos 21: Deyverson ganhou no alto, Zé Rafael lançou Breno Lopes e o atacante recebeu sozinho para bater cruzado e marcar o segundo.

Na segunda metade do primeiro tempo, o Santos só chutou de longe e cruzou errado. O Palmeiras, tranquilo em campo, recuou um pouco as linhas e não sofreu.

SEGUNDO TEMPO

O Palmeiras seguiu melhor na etapa final e quase ampliou logo aos 12 minutos, quando Breno Lopes driblou Alison com facilidade e Kaiky salvou na recuperação. Na sequência, Danilo deu um elástico e cruzou com perigo.

Aos 23 minutos, o Santos voltou para o clássico. Carlos Sánchez sofreu pênalti cometido por Marcos Rocha e converteu. Uruguaio chegou ao 26º gol pelo Peixe e igualou Jonathan Copete como maior artilheiro estrangeiro da história do Peixe.

A reação santista, porém, não se concretizou. Aos 38 minutos, Marcos Rocha cruzou, Deyverson desviou de cabeça e Willian completou no segundo pau. O lance foi invalidado, mas corrigido com o auxílio do VAR e o terceiro gol do Palmeiras foi confirmado.

Ainda deu tempo para Marinho fazer o segundo do Santos, em novo pênalti, agora sofrido e convertido pelo camisa 11 nos acréscimos. Mas foi só. 3 a 2 para o Palmeiras no Allianz.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 3 x 2 SANTOS

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Data: 10 de julho de 2021, sexta-feira

Horário: 16h30 (de Brasília)

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC) – FIFA

Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) – FIFA e Thiaggo Americano Labes (SC)

VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (MG)

Cartões amarelos: PALMEIRAS: Jailson. SANTOS: Camacho, Jean Mota, Fernando Diniz, Marinho, Kaiky, Moraes e Marcos Guilherme

GOLS

Palmeiras: Gustavo Gómez e Breno Lopes, aos 18 e 21 minutos do 1T; Willian, aos 38 minutos do 2T

Santos: Carlos Sánchez e Marinho, aos 23 e 46 minutos do 2T

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha (Mayke), Felipe Melo, Gustavo Gómez e Viña; Danilo, Zé Rafael e Gustavo Scarpa (Patrick de Paula), Raphael Veiga (Wesley); Breno Lopes (Willian) e Deyverson (Dudu)

Técnico: Abel Ferreira

SANTOS: João Paulo, Pará (Madson), Danilo Boza (Alison), Kaiky e Moraes; Camacho (Vinicius Zanocelo), Jean Mota (Carlos Sánchez) e Gabriel Pirani; Marinho, Lucas Braga (Raniel) e Marcos Guilherme

Técnico: Fernando Diniz

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.