Bastidores

Palmeiras relembra virada histórica sobre o Flamengo pela Copa do Brasil de 1999

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

21 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 21 de maio de 2020 - 00:00

Palmeiras saiu atrás, mas venceu o Flamengo por 4 a 2 pelas quartas da Copa do Brasil de 1999

Há 21 anos, o Palmeiras conseguia uma virada histórica contra o Flamengo, pelas quartas de final da Copa do Brasil. No dia 21 de maio de 1999, o Verdão, atrás tanto no placar agregado como na partida de volta, reverteu a situação contra o Rubro-Negro, venceu por 4 a 2 e garantiu a classificação.

Nas redes sociais, o perfil oficial do time alviverde relembrou a data. “Dois gols em três minutos. Uma virada histórica. 21 anos atrás, isso aconteceu… Vamos de #TBT para relembrar e rever”, escreveu o clube, junto ao vídeo dos gols palmeirenses no confronto. 

No jogo de ida, o Flamengo saiu com a vitória pelo placar de 2 a 1. Caio e Romário marcaram para os cariocas, enquanto Paulo Nunes balançou as redes para os paulistas.

Vindo de uma derrota para o River Plate dois dias antes, pelas semifinais da Copa Libertadores, o Palmeiras levou um balde de água fria logo no começo da partida de volta, no Palestra Itália. Rodrigo Mendes abriu o placar para o Rubro-Negro e deixou a situação ainda mais complicada.

O Verdão voltou para a disputa aos 12 minutos do segundo tempo, com Óseas. Dois minutos depois, porém, Rodrigo Mendes novamente colocou os cariocas à frente. Assim, os donos da casa precisavam de mais três tentos para avançar à próxima fase do torneio nacional.

E logo após o gol flamenguista, Júnior empatou e abriu o caminho para a virada. Então, Euller, que entrou no lugar de Arce, foi o herói da noite. Aos 41, a defesa adversária se esforçou para afastar a bola, mas o atacante mandou para o fundo das redes. Apenas três minutos depois, o “Filho do Vento”, como era apelidado, mais uma vez batalhou e marcou o tento decisivo.

Nas semifinais, o Palmeiras acabou eliminado para o Botafogo, que perdeu a decisão para o Juventude. No entanto, nas semanas seguintes, o time comandado por Luiz Felipe Scolari conseguiu superar o River Plate pela Libertadores e conquistou o torneio continental contra o Deportivo Cáli, da Colômbia.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.