Esportes

Palmeiras não exerce opção de compra por Alan Empereur e zagueiro revela que queria ficar

Zagueiro chegou ao Palmeiras em novembro de 2020. Desde então disputou mais de 20 partidas e conquistou os títulos da Copa do Brasil e da Libertadores

Gazeta
Gazeta Esportiva
Palmeiras não exerce opção de compra por Alan Empereur e zagueiro revela que queria ficar
Zagueiro não continuará no Palmeiras (Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)

17 de junho de 2021 - 12:24 - Atualizado em 17 de junho de 2021 - 13:38

O zagueiro Alan Empereur não seguirá no Palmeiras. O Verdão não irá exercer a opção de compra do jogador, que deve voltar ao Hellas Verona, da Itália.

Previsto em seu contrato, caso o atleta tivesse disputado 60% das partidas até final do período de empréstimo, o clube brasileiro teria obrigação de contratá-lo.

Empereur chegou ao Palmeiras em novembro de 2020. Desde então disputou mais de 20 partidas e conquistou os títulos da Copa do Brasil e da Libertadores.

Em suas redes sociais, o jogador afirmou o desejo de continuar no Palmeiras e agradeceu pelo tempo que permaneceu no clube.

“Infelizmente chegou o momento de seguir novos rumos. Minha vontade era ficar, mas são decisões que não dependem apenas disso, que vão além do meu querer. Entretanto, não tenho nada a reclamar, apenas quero demonstrar minha gratidão por esse tempo que passei aqui”, escreveu.

Confira a mensagem na íntegra publicada pelo jogador:

Bom dia a todos!

Escrevendo essa mensagem hoje para agradecer e me despedir do Palmeiras . Desde o primeiro telefonema que recebi, não tive dúvidas que faria parte de um dos melhores clubes do Brasil na atualidade. Foram dois dias sem dormir, correndo atrás da documentação para conseguir vir antes do fechamento da janela. Chegando aqui, não foi diferente. Mesmo sem treinar com os companheiros direito, muitas vezes sentindo dores, sempre que o corpo aguentava me colocava à disposição para jogar, tamanha era minha vontade de vestir essa camisa. Foram vários jogos marcantes. Na lembrança levo a certeza de que dei o meu melhor do primeiro até o último dia em que aqui estive. Vim, venci, me sagrei campeão e cumpri meu dever.

Infelizmente chegou o momento de seguir novos rumos. Minha vontade era ficar, mas são decisões que não dependem apenas disso, que vão além do meu querer. Entretanto, não tenho nada a reclamar, apenas quero demonstrar minha gratidão por esse tempo que passei aqui. Agradeço primeiramente a Deus, por me capacitar para desempenhar meu trabalho, ao clube e seus dirigentes, pela oportunidade em fazer parte da história do Palmeiras, ao Abel e comissão , pelos ensinamentos e por acreditar e confiar no meu trabalho e aos meus companheiros, pelo carinho e oportunidade de vivenciar o dia a dia de trabalho em um ambiente espetacular. Por último e não menos importante, agradeço a você, torcedor. Muito obrigado pelo apoio e carinho.

Um grande abraço a todos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.