Esportes

Palmeiras e São Paulo fazem Choque-Rei com duelo direto na tabela do Brasileiro

Gazeta
Gazeta Esportiva

9 de outubro de 2020 - 20:00 - Atualizado em 9 de outubro de 2020 - 20:15

Palmeiras e São Paulo se enfrentam neste sábado no Allianz Parque, em Choque-Rei válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Colados na parte de cima da tabela, os dois times lidam com pressão, mas vêm de resultados opostos no meio de semana.

Enquanto o Tricolor bateu o Atlético-GO e acabou com sequência de sete jogos sem vitória, o Verdão caiu para o Botafogo e perdeu sua invencibilidade na competição. Na tabela, o time de Fernando Diniz é o 4º colocado com 23 pontos, já o de Luxemburgo é o 5º com 22.

O palco pesa para o clássico. Desde a inauguração do Allianz Parque em 2014, o São Paulo nunca venceu os donos de casa por lá. O melhor resultado foi um empate, com classificação nos pênaltis, pelas semifinais do Campeonato Paulista de 2019. São mais oito vitórias do Verdão.

Verdão pressionado

Apesar de ter apenas uma derrota no Brasileirão, conhecida justamente na última rodada, diante do Botafogo, o Verdão chega para o confronto pressionado. Isso porque a torcida está insatisfeita com o desempenho da equipe e cobra um futebol mais vistoso.

Dessa forma, o time de Vanderlei Luxemburgo entra em campo precisando vencer e convencer. E um importante amuleto para a conquista deste objetivo é o Allianz Parque. Dentro de casa, o Alviverde segue invicto em 2020: são dez vitórias e sete empates, com 32 gols feitos e 12 sofridos. Falando apenas em Choques-Reis, os números também são positivos, com oito triunfos, um empate e nenhuma derrota.

Além disso, o Palmeiras deve contar com importantes reforços. Após serem vetados do último jogo por questões físicas, Luiz Adriano e Esteves treinaram normalmente e estão à disposição para o clássico. Em contrapartida, Weverton, Gabriel Menino, Gustavo Gómez e Viña, que estão com as suas respectivas seleções, seguem sendo desfalques.

Com isso, o Verdão deve ir a campo com Jailson; Marcos Rocha, Felipe Melo, Luan e Esteves; Patrick de Paula, Bruno Henrique e Raphael Veiga; Wesley, Willian (Veron) e Luiz Adriano.

Tricolor esboça recuperação

Eliminado da Libertadores, o São Paulo voltou a vencer na última quarta-feira, batendo o Atlético-GO no Morumbi por 3 a 0. A vitória recolocou o Tricolor no G4, com 23 pontos na 4ª colocação, quatro atrás do líder Atlético-MG.

Mas a boa colocação na tabela não significa tranquilidade e sinônimo de boa fase. A sequência de sete jogos sem vitória pressionaram Diniz, que agora terá um desafio duplo: manter o bom aproveitamento da equipe em clássicos no ano e fazer isso em um campo em que o São Paulo nunca venceu.

O São Paulo está invicto em clássicos na temporada, com duas vitórias e três empates. No Campeonato Paulista, o time empatou com Palmeiras e Corinthians e venceu o Santos. No Brasileiro, venceu o Corinthians e empatou com o Santos.

Dentro de campo, o time terá Luciano, suspenso na última partida, à disposição; mas não terá Gabriel Sara, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Atlético-GO, nem Juanfran, que sofreu estiramento no joelho. Arboleda, que está com a seleção do Equador nas Eliminatórias, também é baixa.

Assim, a grande dúvida na equipe fica por conta do substituto de Sara. Seguindo a escalação da partida de quarta-feira, Diniz pode optar pela entrada de Tchê Tchê, ou de um atacante, como o próprio Luciano, Pablo ou Paulinho Boia.

Bruno Alves, Luan e Brenner, novidades do último jogo, parecem ter convencido Diniz e devem seguir no time.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X SÃO PAULO

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)

Data: 10 de outubro de 2020, sábado

Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Jose Eduardo Calza (RS)

VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Felipe Melo, Luan e Esteves; Patrick de Paula, Bruno Henrique e Raphael Veiga; Wesley, Willian (Veron) e Luiz Adriano.

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SÃO PAULO: Thiago Volpi; Igor Vinícius, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê (Luciano), Daniel Alves, Igor Gomes e Vitor Bueno; Brenner.

Técnico: Fernando Diniz