Esportes

Palmeiras carrega retrospecto modesto contra equatorianos e eliminação de 2017

Gazeta
Gazeta Esportiva

24 de novembro de 2020 - 08:00 - Atualizado em 25 de novembro de 2020 - 09:45

O Palmeiras se prepara para enfrentar o Delfín nesta quarta-feira, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. Será a 11º confronto do Alviverde contra times equatorianos na Libertadores, e o primeiro desde a eliminação para o Barcelona de Guayaquil em 2017.

Ao todo, o Verdão enfrentou times do Equador dez vezes no torneio, com vantagem modesta: seis vitórias e quatro derrotas. Foram oito jogos pela fase de grupos, com cinco triunfos e três reveses, mais dois jogos pelo mata-mata.

Nas oitavas de final da Libertadores de 2017, o Palmeiras encarou o Barcelona de Guayaquil como favorito, mas acabou eliminado. O Verdão perdeu por 1 a 0 no Equador no jogo de ida, repetiu o placar em vitória no Allianz Parque, mas caiu na disputa de pênaltis por 5 a 4.

Foi a última eliminação do Alviverde nas oitavas de final do torneio. Em 2018, a equipe chegou até as semifinais, e em 2019, até as quartas.

No total, são 16 jogos do Palmeiras contra equatorianos na história, com dez vitórias, dois empates, quatro derrotas, 38 gols marcados e 16 sofridos. É a primeira vez que Palmeiras e Delfín se encontram.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.