Cruzeiro

Organizada do Cruzeiro cobra os jogadores às vésperas do clássico contra o Atlético-MG

Gazeta
Gazeta Esportiva

5 de abril de 2021 - 21:38 - Atualizado em 5 de abril de 2021 - 22:00

Nesta segunda-feira, a Máfia Azul, uma das maiores torcidas organizadas do Cruzeiro, marcou presença na Toca da Raposa para protestar contra o atual momento do time e cobrar os jogadores. O clube terá um clássico contra o Atlético-MG no próximo domingo, pelo Estadual.

Nas redes sociais, a torcida afirmou que quer ver uma postura diferente dos atletas no duelo com o Galo e pediu um desempenho melhor nos campeonatos de 2021, principalmente na Série B do Brasileirão.

“Hoje a torcida esteve presente na saída do treino para cobrar dos atletas postura dentro de campo, visando o clássico que se aproxima. Também cobramos melhor desempenho nos campeonatos que temos pelo ano de 2021, onde nosso foco principal é voltar à Série A”, escreveu a Máfia Azul no Twitter.

Recém-contratado pelo Cruzeiro, o meia Marcinho parou para ouvir os torcedores que o cercaram na saída do CT. Ao fundo, é possível ver a presença da Polícia Militar.

“Para nós aqui vale a vida, tá ligado? Esse ano é o nosso centenário, todo mundo aqui briga, viaja o Brasil todo, somos Cruzeiro. Você está aqui neste ano. Enquanto estiver aqui, joga com amor nessa po**”, disse um torcedor.

O Cruzeiro enfrenta o Atlético-MG no domingo, dia 11 de abril, às 16 horas (de Brasília), no Mineirão. Antes disso, no entanto, o clube visita o Coimbra, pela oitava rodada do Estadual, às 17h30, na Arena Independência, nesta quarta-feira.

No momento, a Raposa é a quarta colocada no Campeonato Mineiro, com 11 pontos, sete a menos que o Galo, que é o líder. Na última rodada, a equipe do técnico Felipe Conceição derrotou o Boa Esporte por 1 a 0.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.