Maicon
Maicon Wellington

13 de agosto de 2019 - 00:00

Atualizado em 13 de agosto de 2019 - 00:00

Brasileirão Série B

Operário sofre goleada diante do líder da Série B

Operário sofre goleada diante do líder da Série B
Operário sofre goleada diante do líder da Série B

O Bragantino quebrou o jejum de três jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro da Série B, ao bater o Operário nesta segunda-feira (12). Jogando em São Paulo, os donos da casa abriram 2 a 0 no primeiro tempo e fecharam a goleada diante do Operário, balançando a rede mais duas vezes na etapa final.

Pela 16ª rodada da Segundona Peixoto, Léo Ortiz, Bruno Tubarão e Ytalo, marcaram para os donos da casa que se isolaram na liderança do campeonato com 31 pontos. Já o Fantasma perdeu a chance de encostar no G4. O time segue na 11ª posição com 21 pontos e deve cair na tabela até o fim da rodada.

Na próxima terça-feira (20), o Operário joga em casa contra o Guarani. Já o Bragantino vai defender a liderança da competição na próxima segunda-feira (19), em Santa Catarina, contra o Criciúma.

Gols

Os donos da casa abriram o placar ainda na primeira etapa. Matheus Peixoto tocou no canto, sem chances para o goleiro André Luiz

Aos 28 minutos, o Bragantino aproveitou uma cobrança de escanteio e fez o segundo. Léo Ortiz foi quem subiu em meio à defesa do Fantasma e cabeceou para o gol, placar do primeiro tempo.

O terceiro gol saiu com Bruno Tubarão, que chutou no canto de André Luiz, para aumentar a vantagem dos donos da casa. Aos 42 minutos o Bragantino aumentou a vantagem no placar, 3 a 0.

Pra fechar a conta, aos 45 da etapa final, Ytalo aproveitou a sobra, livre de marcação, para sacramentar a vitória paulista. Bragantino 4, Operário 0.

FICHA TÉCNICA

Local/Data: Estádio Abi Nabi Chedid, em Bragança Paulista (SP) | 12/08/2019

Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)

Assistentes: Fabio Pereira (TO) e Cipriano da Silva Sousa (TO)

Operário

André Luiz; Danilo Báia, Lázaro, Edson Borges (Lucas Batatinha) e Peixoto; Chicão, Índio (Julinho), Marcelo e Cleyton (Jean Carlo); Cléo e Bruno Batata. Técnico: Gerson Gusmão

Bragantino

Julio César; Aderlan (Tubarão), Léo Ortiz, Ligger e Edimar; Barreto e Ricardo Ryller (Pio); Claudinho, Ytalo, Wesley e Matheus Peixoto (Morato). Técnico: Antônio Carlos Zago

Gols: Matheus Peixoto, aos 15′ do 1º tempo, Léo Ortiz, aos 28′ do 1º tempo, Bruno Tubarão, aos 42′ do 2º tempo e Ytalo, aos 45′ do 2º tempo.